Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Um desastre com método”, diz presidente do Conass sobre 4 mil mortes

Carlos Lula diz que saída para o Brasil é 'acordo nacional sobre distanciamento e uso de máscara' e 'vacinar mais e mais rápido'

Por Mariana Muniz 6 abr 2021, 19h02

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, que nesta terça-feira contabilizou a triste marca de 4.195 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, definiu o atual cenário do Brasil: “É um desastre. Mas um desastre com método”.  

“Fizemos tudo errado até aqui e o resultado é este. O pior é que aparenta não termos chegado ainda no pior momento. A curva de óbitos ainda tem capacidade de crescimento. A politização da pandemia e a divisão do país nos trouxe até aqui. É hora de mudar. Com a máxima urgência. Conseguiremos? Já não sei. Infelizmente não sei dizer”, disse Lula, que é secretário de Saúde do Maranhão, ao Radar.

Perguntado sobre o que o Brasil pode fazer para sair desse quadro insondável, o presidente do Conass é categórico. “Vacinar mais e mais rápido. Ter um acordo nacional sobre distanciamento e uso de máscaras”, afirmou.

Publicidade