Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Touchdown vai bem em patrocínio, mas mal em público

O Touchdown, campeonato de futebol americano organizado por Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula investigado pela PF, vai bem quando o assunto é receita. Nos dois anos em que patrocinou o evento, a Hyundai desembolsou 300 000 reais. Neste ano, a TNT Energy Drink comprou 150 000 reais em cotas de patrocínio; em 2014, foram 300 000 reais. Já quanto ao […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h06 - Publicado em 15 nov 2015, 06h23
Receita do campeonato vai bem

Patrocínios de TNT e Hyundai

O Touchdown, campeonato de futebol americano organizado por Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula investigado pela PF, vai bem quando o assunto é receita. Nos dois anos em que patrocinou o evento, a Hyundai desembolsou 300 000 reais. Neste ano, a TNT Energy Drink comprou 150 000 reais em cotas de patrocínio; em 2014, foram 300 000 reais.

Já quanto ao público, a coisa é diferente. No ano passado, só 300 torcedores foram ao Ibirapuera assistir à final do campeonato, em que o Vasco da Gama venceu o Timbó Rex por 24 a 22. Cada ingresso custava 10 reais.

Publicidade