Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sem prisão em 2ª instância, 61,4% acreditam no aumento da corrupção

Pesquisa nacional entrevistou 2.640 brasileiros nas 27 unidades da federação

Por Robson Bonin - 14 nov 2019, 17h25

Levantamento do Paraná Pesquisa mediu o humor do brasileiro em relação ao fim da prisão em segunda instância, depois da decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal na semana passada.

O instituto entrevistou 2.640 brasileiros em todas as 27 unidades da federação. Ele questionou se “o fato do STF ter acabado com a prisão em 2ª instância faria a corrupção aumentar, diminuir ou permanecer como está”.

Para 61,4% dos entrevistados, a corrupção vai aumentar com a volta dos processos que nunca acabam no STF. Para 27,2%, a corrupção “permanecerá como está”. Só 7,2% apostam na queda da roubalheira. 4,2% não souberam responder.

O instituto também perguntou se o fim da prisão em segunda instância era algo importante na vida dos entrevistados. 51,8% responderam que o fato é muito importante ou importante contra 30,5% que considerou o fato pouco importante ou nada importante.

Publicidade