Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pena pequena

Alguns dos ministros do STF consideram que as penas impostas por Cezar Peluso a João Paulo Cunha foram pequenas. A expectativa era de que, por tratar como agravante o fato de João Paulo ser presidente da Câmara na época dos crimes, as penas de corrupção e peculato, que variam de dois a doze anos deveriam, […]

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2017, 13h35 - Publicado em 29 ago 2012, 22h57

Cálculo das penas

Alguns dos ministros do STF consideram que as penas impostas por Cezar Peluso a João Paulo Cunha foram pequenas.

A expectativa era de que, por tratar como agravante o fato de João Paulo ser presidente da Câmara na época dos crimes, as penas de corrupção e peculato, que variam de dois a doze anos deveriam, deveriam girar em torno de cinco a seis anos, e não três como fixou Peluso.

Publicidade