Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Orquestra Sinfônica de SP inicia comemoração da Semana de Arte de 1922

Programação especial terá apresentações do maestro britânico Neil Thomson e do violonista Fábio Zanon

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 8 set 2021, 09h31 - Publicado em 8 set 2021, 18h30

A Orquestra Sinfônica de São Paulo dá início, nesta semana, às comemorações dos cem anos da Semana de Arte Moderna de 1922 com uma programação especial.

Entre esta quinta e sábado, o maestro britânico Neil Thomson e o violonista Fábio Zanon são os convidados de três concertos na Sala São Paulo. As apresentações são parte da Agenda Tarsila — que integra o projeto Modernismo Hoje, da Secretaria de Cultura de São Paulo.

Regente titular da Filarmônica de Goiás desde 2014, Thomson tem visitado a Osesp regularmente desde 2017. Já o paulista Fábio Zanon é professor da Royal Academy of Music de Londres e coordenador artístico-pedagógico do Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão.

A apresentação de sexta, às 20h, será transmitida ao vivo direto da Sala São Paulo, no YouTube da Osesp.

O repertório das performances começa com a Abertura Egmont, de Beethoven, seguida por uma interpretação de Concerto para Violão, de Francisco Mignone (1897 – 1986) e, por fim, finalizada pela Sinfonia nº 2 — Os Quatro Temperamentos, do dinamarquês Carl Nielsen.

Continua após a publicidade
Publicidade