Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Omar Aziz desafia Pacheco e anuncia que CPI vai funcionar durante recesso

Na semana passada, o presidente do Senado afirmou que a comissão seria suspensa entre os dias 18 e 31 de julho

Por Gustavo Maia Atualizado em 7 jul 2021, 09h15 - Publicado em 6 jul 2021, 16h25

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz, anunciou há pouco que a comissão vai continuar mesmo durante o recesso parlamentar, previsto para ocorrer entre os dias 18 e 31 desse mês.

A declaração contraria o que posicionamento do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que na semana passada disse em entrevista que a paralisação está prevista na Constituição “como uma imposição” e que é necessário ““seguir a normalidade”.

LEIA TAMBÉM: Por que Omar Aziz não prende ninguém na CPI

“Essa CPI não irá parar, senador Randolfe. Nós não iremos ter recesso. A CPI vai funcionar no recesso. Nós não temos o direito, como senadores e senadoras, de tirar férias enquanto pessoas estão morrendo. Nós não temos esse direito e ninguém pode nos obrigar a ter esse direito”, declarou Aziz, depois de lamentar a morte de um amigo no Amazonas, por Covid-19.

“Nós temos a vida toda pra tirar férias. Agora não dá pra tirar férias com pessoas sendo vítimas da Covid pelo negacionismo, pela falta de espírito público, como eu tenho visto aqui servidores se reunirem em restaurante pra tratar de propina, como eu vejo a senhora, Regina Célia, que poderia ter feito esse relatório antes de tirar férias, mas esperou pra senhora voltar, pra tirar férias”, acrescentou o senador, referindo-se à declaração da depoente que estava ao seu lado.

Servidora do Ministério da Saúde e fiscal do contrato da vacina indiana Covaxin, Regina alegou que não assinou um relatório sobre inconsistências no documento porque entrou de férias.

“Enquanto a senhora estava de férias, enquanto nós provavelmente estaríamos no recesso, estaria morrendo gente, senador Randolfe. Por isso a CPI irá continuar em pleno recesso. Nós iremos continuar trabalhando”, concluiu Aziz.

Continua após a publicidade
Publicidade