Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O aperto de Mendes no chefe da Receita e o ponto fraco da Lava-Jato

Na avaliação de ministro do STF, vazamentos de servidor do fisco para a força-tarefa podem provocar nulidades nos processos contra corruptos

Por Robson Bonin Atualizado em 30 ago 2019, 09h13 - Publicado em 30 ago 2019, 06h02

Ao saber que a Receita estaria avaliando apagar rastros de servidores no acesso a dados de contribuintes, Gilmar Mendes telefonou para Marcos Cintra, que carimbou a notícia de “fake news”.

Mendes também cobrou o chefe do Fisco sobre as mensagens da Lava-Jato que mostravam o fiscal Roberto Leonel vazando dados à força-tarefa. Cintra ficou mudo.

“Se isso for provado, e tem como checar na Receita, teremos muitos casos de nulidade”, diz Mendes.

Publicidade