Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Extinção de comissão da reforma tributária opõe Lira e Pacheco

Lira disse que comissão foi sustada por conta de um parecer técnico; para Pacheco, é "razoável e inteligente" concluir o trabalho

Por Gustavo Maia 4 Maio 2021, 20h22

A extinção da comissão mista da reforma tributária no Congresso, anunciada na noite desta terça-feira pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, o colocou em campo oposto ao do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que manifestou sua discordância publicamente.

Pelo Twitter, Lira argumentou que decidiu “sustar” a comissão por um parecer técnico e que o objetivo é “preservar a tramitação da reforma tributária, com segurança jurídica”. “Quero agradecer o relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro. Vamos considerar alguns pontos”, escreveu.

Já Pacheco divulgou nota à imprensa na qual disse que o colegiado “fez um trabalho longo de aprofundamento sobre a reforma tributária”. “É razoável e inteligente darmos oportunidade de concluírem o trabalho, o que se efetiva com a apresentação do parecer pelo deputado Aguinaldo Ribeiro”, defendeu.

O presidente da Câmara explicou que agora iria “fazer um modelo de tramitação eficiente” para poder aprovar a reforma possível no prazo mais rápido. “Eu sempre digo: entre o tudo e o nada, eu prefiro o melhor possível. É o que faremos”. Faltou combinar com o colega de Congresso.

Continua após a publicidade
Publicidade