Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em segunda instância

Ali Kamel, o número 1 do jornalismo da Globo, conseguiu manter na segunda instância a decisão que condenou o blogueiro Luiz Carlos Azenha, ex-Globo e hoje repórter da Record, a  lhe pagar uma indenização por danos morais (leia mais em Dano moral). Azenha foi condenado por ter escrito, em cerca de trinta posts,  que o […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h36 - Publicado em 21 jan 2014, 18h11
Kamel: êxito

Decisão favorável

Ali Kamel, o número 1 do jornalismo da Globo, conseguiu manter na segunda instância a decisão que condenou o blogueiro Luiz Carlos Azenha, ex-Globo e hoje repórter da Record, a  lhe pagar uma indenização por danos morais (leia mais em Dano moral).

Azenha foi condenado por ter escrito, em cerca de trinta posts,  que o diretor da Central Globo de Jornalismo foi ator pornô durante a juventude. Kamel provou na Justiça que nunca houve um ator chamado Ali Kamel. Mas, sim, um certo Alex Kamel – que, a propósito, não é seu parente – estrela de um certo Solar das Taras Proibidas.

A indenização de 20 000 reais foi decidida por unanimidade pela 8ª Câmara Cível do TJ do Rio de Janeiro. Cabe, porém, recurso ao STJ.

Continua após a publicidade
Publicidade