Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eles compram tudo

A sede (e a grana) chinesa fez do país o maior responsável pela alta estratosférica dos preços dos grandes vinhos de Bordeaux na última década. Mas o mercado chinês tem espaço para todos: dados inéditos do Instituto Brasileiro do Vinho revelam que neste primeiro semestre a China passou a ser o maior importador de vinho […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h52 - Publicado em 16 set 2012, 08h07

Vinhos: sede chinesa

A sede (e a grana) chinesa fez do país o maior responsável pela alta estratosférica dos preços dos grandes vinhos de Bordeaux na última década.

Mas o mercado chinês tem espaço para todos: dados inéditos do Instituto Brasileiro do Vinho revelam que neste primeiro semestre a China passou a ser o maior importador de vinho brasileiro.

Publicidade