Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doria chama Bolsonaro para a briga na eleição de novembro

Presidente quase não visita o estado mais importante do país e deve correr do apoio a adversários do tucano Bruno Covas, nome do governador

Por Robson Bonin Atualizado em 9 ago 2020, 08h52 - Publicado em 8 ago 2020, 16h30

Candidato ao Planalto em 2022, João Doria sonha com o primeiro embate eleitoral com Jair Bolsonaro, já na eleição deste ano.

Ele queria que Bolsonaro apoiasse algum candidato contra seu pupilo, Bruno Covas, pela prefeitura de São Paulo.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

Nas hostes tucanas, a postura do presidente de não apoiar ninguém é vista como medo de uma derrota.

Bolsonaro, de fato, é o presidente que menos visita São Paulo, principal estado do país.

Continua após a publicidade
Publicidade