Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputada PM quer instaurar investigação criminal na USP

Universidade de São Paulo chegou a negar matrícula de alunos egressos de colégios militares, mas voltou atrás

Por Pedro Carvalho - 18 fev 2019, 18h43

A deputada federal Kátia Sastre (PR-SP) protocolou  junto ao ministério da Educação um ofício requerendo apuração e cobrança de responsabilidade na USP por cancelar matrícula de dez estudantes egressos de colégios militares que se inscreveram pelo sistema de cotas. A justificativa da instituição, que já voltou atrás, era de que os jovens pagavam mensalidade e, portanto, deveriam disputar uma vaga em ampla concorrência. 

O documento também foi protocolado junto ao governador João Doria e encaminhado ao Ministério Público, para que haja investigação criminal e punição, se for o caso.

 

Publicidade