Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Caiado virou alvo do gabinete do ódio tão logo rompeu com Bolsonaro

Mesmo com uma CPI fungando no cangote e com investigações avançadas no STF, a turma não toma jeito

Por Robson Bonin - 26 mar 2020, 07h31

Ronaldo Caiado rompeu com Jair Bolsonaro nesta quarta-feira e minutos depois de anunciar o divórcio já era alvo dos fãs de Carlos Bolsonaro nas redes sociais.

O pessoal de Caiado percebeu, no entanto, que o ímpeto dos bolsonaristas em atacar o governador goiano, durante a tarde, era muito menor do que o registrado com outras figuras preferidas do meio político, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por exemplo.

“Tirando os robôs e os perfis pagos, quem é bolsonarista mesmo, sem ganhar nada em troca, também está injuriado com o presidente”, diz um auxiliar do governador.

Em tempo, mesmo com uma CPI fungando no cangote e com investigações avançadas no STF, a turma não toma jeito.

Publicidade