Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bretas corre de Gilmar em decisão que prendeu Temer

Para evitar soltura por parte do ministro do STF

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 21 mar 2019, 14h08 - Publicado em 21 mar 2019, 13h50

Para evitar desdobramentos indesejados da operação que prendeu Michel Temer e Moreira Franco, o juiz Marcelo Bretas esclareceu em sua decisão que a ação de hoje em nada tem a ver com outros casos da Lava-Jato do Rio e que são relatados por Gilmar Mendes no STF – Saqueador e Calicute.

“Apenas para evitar confusões a respeito da competência para eventual impugnação desta decisão, repito que estes autos guardam relação de conexão e continência com a ação penal derivada da denominada operação Radioatividade e seus vários desdobramentos”, diz.

Publicidade