Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A vitória de Pacheco será muito mais uma vitória de Alcolumbre — entenda

Atual chefe do Senado passou o ano costurando apoios para se reeleger, mas acabou vetado pelo STF -- agora, tenta transferir prestígio ao afilhado

Por Robson Bonin Atualizado em 8 jan 2021, 18h00 - Publicado em 9 jan 2021, 16h15

Todas as negociações de apoio à candidatura de Rodrigo Pacheco nessa disputa pela presidência do Senado são feitas pelo padrinho do senador do DEM, Davi Alcolumbre.

É o atual chefe da Casa que telefona aos caciques e líderes de bancada para oferecer acordos, pedir apoio e até para mandar aquela popular pergunta — porque perguntar não ofende: “O que você quer para estar com a gente?”.

Um dos caciques partidários procurado por Alcolumbre resume bem o papel de Pacheco nesse momento da campanha: “A função do afilhado é apenas sorrir”.

Publicidade