Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para não ficar solteiro, Jaques Wagner disse “não” a Lula

Quem manda de fato

Por Ricardo Noblat 10 ago 2018, 10h00

A primeira escolha de Lula para vice em sua chapa foi Jaques Wagner, ex-ministro dos governos dele e do segundo governo de Dilma, ex-governador da Bahia por duas vezes. Embora defendesse o apoio do PT a Ciro Gomes (PDT), e até admitisse ser vice de Ciro, Wagner teria dificuldade para recusar um eventual convite de Lula para vice. De resto, a torcida por ele era grande dentro do PT.

Quem decidiu a parada foi Fátima Mendonça, mulher de Wagner, tão amiga de Lula quanto ele, e mais enérgica do que os dois juntos. “Se você for candidato a vice ou a presidente da República, esse casamento acaba”, ameaçou Fátima. A ficar solteiro, só restou a Wagner dizer não a Lula.

Publicidade