Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Moraes e Barroso encurralam Bolsonaro

Porque Bolsonaro pode ficar de fora de 2022

Por Matheus Leitão 4 ago 2021, 18h14

Ao aceitar a inclusão de Jair Bolsonaro no inquérito das fakenews, o ministro Alexandre de Moraes encurralou o presidente da República em relação ao seus ataques ao sistema eleitoral brasileiro.

A decisão do magistrado do Supremo Tribunal Federal (STF) lista uma série de propagações de notícias falsas de Bolsonaro contra as urnas eletrônicas, além de suas ameaças à realização das eleições em 2022.

A investigação, como já anotou o próprio Moraes, pode levar à solidificação de um crime de responsabilidade cometido pelo presidente da República. Como sabemos, isso gera impeachment.

A decisão de Moraes se soma à abertura de investigação administrativa contra Bolsonaro pelo corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, revelada pela coluna nesta semana.

Essa investigação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é do ponto de vista eleitoral, apenas, mas pode acarretar em impugnação de registro ou inelegibilidade do presidente. 

Ou seja, se correr o bicho pega. Se ficar, o bicho come. Agora a bola está com Bolsonaro. Se o presidente continuar a atacar as urnas, o sistema eleitoral ou as eleições de 2022, o recado está claro: ele pode ficar de fora dela. 

Continua após a publicidade
Publicidade