Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Substituto de Cunha é barrado na Ficha Limpa

A última segunda-feira guardou notícias nada agradáveis para dois peemedebistas. Enquanto viajava a Brasília para votar em prol da cassação do ex-presidente da Câmara e companheiro de partido Eduardo Cunha, o suplente dele, Marquinho Mendes, teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral. Conforme decisão do juiz Ricardo de Mattos Pereira, da 96ª Zona Eleitoral, Marquinho Mendes […]

Por Felipe Frazão Atualizado em 30 jul 2020, 21h50 - Publicado em 15 set 2016, 21h04
Marquinho Mendes (PMDB-RJ) assumiu a vaga de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados e está inelegível

Marquinho Mendes (PMDB-RJ) assumiu a vaga de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados e está inelegível (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A última segunda-feira guardou notícias nada agradáveis para dois peemedebistas. Enquanto viajava a Brasília para votar em prol da cassação do ex-presidente da Câmara e companheiro de partido Eduardo Cunha, o suplente dele, Marquinho Mendes, teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral. Conforme decisão do juiz Ricardo de Mattos Pereira, da 96ª Zona Eleitoral, Marquinho Mendes “está inelegível”. Mendes é ex-prefeito de Cabo Frio, a maior cidade da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Ele teve as contas rejeitadas pela Câmara Municipal em 2012 e foi condenado por abuso de poder político e econômico na campanha de 2008. Seus advogados recorreram e apostam que a impugnação será revertida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio. Enquanto isso, Mendes continua em campanha e rechaça a pecha de ficha suja.

Publicidade