Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula oficializa ex-presidente do STF em sua equipe de advogados

Advogado Cristiano Zanin apresentou ao Supremo procuração que inclui Sepúlveda Pertence entre os defensores do petista, que tenta no STF evitar sua prisão

Por Da redação 8 fev 2018, 16h16

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializou ontem, em uma procuração enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a entrada do ex-presidente do STF José Paulo Sepúlveda Pertence na equipe de advogados do petista. Além de Sepúlveda Pertence, foram habilitados a defender Lula outros seis advogados, incluindo dois dos três filhos do ex-ministro, Evandro e Pedro Pertence.

No documento (veja abaixo), o advogado Cristiano Zanin Martins confere a Sepúlveda Pertence e sua equipe “plenos e gerais poderes para o foro geral, com a cláusula ‘ad judicia et extra’, em qualquer juízo, instância ou tribunal”. A procuração ressalta que o ex-ministro atuará “especialmente” para representar a defesa de Lula no habeas corpus preventivo movido no STF para evitar a prisão do ex-presidente.

Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de segunda instância, a 12 anos e um mês de prisão no caso do tríplex do Guarujá, Lula pode ser preso logo após o julgamento de seus embargos de declaração à 8ª Turma do TRF4, conforme determinaram em seus votos os três desembargadores do colegiado, João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor dos Santos Laus. Os magistrados adotaram o atual entendimento do STF, que permite as prisões de réus para cumprimento de pena depois de condenações na segunda instância.

Reprodução/Reprodução
Continua após a publicidade

Publicidade