Clique e assine com até 92% de desconto
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alvaro Dias exalta prisão de Lula e empresários aplaudem efusivamente

Senador paranaense é pré-candidato à Presidência e ganhou o apoio da plateia ao definir o período petista como 'incompetência alavancada pela corrupção'

Por Guilherme Venaglia Atualizado em 9 abr 2018, 21h02 - Publicado em 9 abr 2018, 18h13

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR), pré-candidato à Presidência da República, exaltou, nesta segunda-feira, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A empresários reunidos no Grupo de Líderes Empresariais (Lide), Dias criticou “os que ostentam suas bandeiras vermelhas nas ruas do país pedindo liberdade para o chefe-mor da organização criminosa” e ganhou aplausos efusivos da plateia.

O político inaugurou uma série de almoços que o Lide, entidade especializada no relacionamento entre executivos fundada pelo ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), vai realizar com os postulantes ao Planalto para os representantes de mais de 1.700 empresas filiadas, entre elas algumas das maiores do país. Ele foi diversas vezes aplaudido pelos presentes, mas nenhuma vez com a mesma intensidade.

Colocando-se como um candidato “de centro”, que pretende acenar para a esquerda em pautas relacionadas à redução da desigualdade social, ele definiu o resultado dos governos do PT como a “incompetência administrativa alavancada pela corrupção”. “Qual seria a punição possível diante desse crime cometido contra todos os brasileiros?”, perguntou, para ele mesmo responder: “A prisão perpétua seria insuficiente”.

  • Publicidade