Clique e assine a partir de 9,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Cadê o chefe? Petrolão do PT desempregou 50 mil trabalhadores no Rio

Repito: quem ainda acredita que o PT faz bem aos pobres? Só mesmo os 7% dos brasileiros que aprovam Dilma Rousseff. O esquema de corrupção na Petrobras institucionalizado no governo Lula e mantido com Dilma tirou o emprego de pelo menos 50 mil trabalhadores, segundo levantamento do jornal O Dia – e isto só no […]

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 11 Feb 2017, 14h30 - Publicado em 12 Mar 2015, 19h02
Operário

João Hamilton Macedo

Repito: quem ainda acredita que o PT faz bem aos pobres?

Só mesmo os 7% dos brasileiros que aprovam Dilma Rousseff.

O esquema de corrupção na Petrobras institucionalizado no governo Lula e mantido com Dilma tirou o emprego de pelo menos 50 mil trabalhadores, segundo levantamento do jornal O Dia – e isto só no Rio de Janeiro, o estado economicamente mais dependente da indústria de óleo e gás.

Continua após a publicidade

A suspensão de obras e patrocínios da estatal devido aos crimes investigados pela Operação Lava Jato, sem contar a queda na arrecadação de royalties por causa do preço do barril de petróleo, deixou todo um ‘exército’ de operários a ver navios.

Imigrantes que vieram do Nordeste e de Minas Gerais para trabalhar no Comperj são os mais prejudicados. “O dinheiro foi acabando. O pessoal deixou tudo: TV, cama, armário. Não tinha gente para comprar e nem grana para levar”, diz o montador João Hamilton Macedo, 37 anos. “É vergonhoso, mas há três meses praticamente vivo de favor. Até para comer”, confessa ele.

Assim como os quase 12 mil desempregados de Itaboraí, João levanta cedo e percorre pelo menos três escritórios de empresas que ainda mantêm obra no Comperj para deixar o currículo, mas as poucas vagas esgotam depressa. Obrigado a cortar até o dinheiro da pensão dos dois filhos, que ficaram na Bahia, e há dias em dieta forçada de água e biscoito, João nem na pior seca nordestina enfrentou tantas vezes o prato vazio.

Daqui a dois meses, a tendência é piorar, porque acaba o pouco dinheiro que ainda há no bolso dos operários graças à sobra da indenização e do seguro-desemprego.

Continua após a publicidade

O chefe
Enquanto isso, o ex-operário petista em cujo governo foi montado o petrolão está milionário e solto, articulando golpe atrás de golpe contra a Lava Jato. “Cadê o chefe?”, perguntaram os deputados da CPI da Petrobras, ligados a Eduardo Cunha, nesta quinta-feira.

O chefe está insuflando o seu ‘exército’ de militantes para enfrentar 93% da população que preza o trabalho dos pobres.

elite_branca_e_rica_2

Vai um peixinho aí, companheiro?

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Publicidade