Clique e assine a partir de 9,90/mês
Dora Kramer Por Coluna Coisas da política. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Dragões da maldade

Há no Planalto uma evidente conspiração em favor da disseminação do vírus

Por Dora Kramer - Atualizado em 9 Apr 2020, 23h23 - Publicado em 9 Apr 2020, 20h15

De que adiantou o presidente fazer um pronunciamento assegurando que segue as orientações da Organização Mundial de Saúde se hoje, 9, menos de 24 horas depois, saiu a passear e provocar aglomeração numa padaria em Brasília?

Junte-se a esse episódio a conversa entre o ministro Onyx Lorenzoni e o deputado Osmar Terra, divulgada pela CNN Brasil, com pesadas críticas ao ministro da Saúde e chega-se à única conclusão possível: há no Planalto uma evidente conspiração em favor da disseminação do coronavírus entre os brasileiros.

O aumento significativo de pessoas que ignoram a quarentena é o resultado mais direto e nefasto dessa movimentação dos dragões da maldade da esplanada contra a permanência de Luiz Henrique Mandetta na pasta da Saúde, a autoridade que vocaliza as orientações contra as quais se posicionam o presidente da República e respectivos bajuladores.

Tão cioso de sua autoridade (perdida, diga-se), Jair Bolsonaro não se incomodou de ouvir o ministro Onyx dizer ao deputado Terra que a manutenção de Mandetta foi equivocada. E não se incomodou porque ali, naquela conversa, disse tudo o que ele pensa e gostaria de dizer, mas não pode.

Continua após a publicidade

Óbvio que os tais dragões continuariam a se mexer, mesmo depois do recuo obrigatório na demissão de Mandetta, mas surpreende que o façam de maneira tão explícita. Portanto, a ideia deles é constranger o ministro e forçá-lo a sair.

Publicidade