Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Cidades sem Fronteiras Por Mariana Barros A cada mês, cinco milhões de pessoas trocam o campo pelo asfalto. Ao final do século seremos a única espécie totalmente urbana do planeta. Conheça aqui os desafios dessa histórica transformação.

Aplicativo compara maneiras diferentes de se percorrer um mesmo trajeto

Citymapper detalha preço, tempo e calorias gastos em trechos percorridos a pé, de bicicleta ou transporte público -- e agora também de Uber ou táxi

Por Mariana Barros Atualizado em 30 jul 2020, 23h02 - Publicado em 13 abr 2016, 08h06
A pé, de bike ou Uber entre as opções

A pé, de bike ou Uber entre as opções

Como uma espécie de Waze para quem não tem carro, o aplicativo Citymapper lista para o usuário a melhor forma de ir daqui até ali quando não se tem um veículo próprio. A partir de hoje, além das opções convencionais como ônibus e metrô, o serviço passa a incluir o Uber entre as formas de realizar os percursos.

Para isso, basta baixar o app (para iPhone e Android, gratuito), definir um trajeto e selecionar o Uber entre as alternativas. O Citymapper então diz, por exemplo, se é mais vantajoso fazer parte do percurso de metrô e depois chamar o Uber, ou caminhar uma parte e depois pegar um ônibus, ou ainda pedalar e depois embarcar no trem. Cada alternativa vem acompanhada por estimativas de tempo gasto, valor a ser pago e calorias a serem perdidas.

Em vez do Uber, outra possibilidade é selecionar entre as opções o serviço 99 Táxi, que da mesma forma pode ser combinado aos demais transportes disponíveis. Infelizmente o app não compara diretamente o Uber com o táxi, exigindo que o usuário escolha apenas um dos dois para usar nas combinações.  É possível acionar os serviços sem sair do Citymapper. Por enquanto, São Paulo é a única cidade brasileira coberta pelo aplicativo.

Um dos pontos mais interessantes do Citymapper é o detalhamento das linhas de ônibus. Ele lista todas as linhas que passam por determinada via e ainda mapeia os itinerários, enterrando de uma vez a pergunta “Esse ônibus vai pela rua tal?”. Ou seja, dá para saber de antemão exatamente por onde o ônibus vai passar e/ou quais as melhores opções para chegar ao seu destino do ponto onde você está.

Estações de bike, de metrô, ônibus: meios combinados

Estações de bike, de metrô, ônibus: meios combinados

Continua após a publicidade

Outra facilidade do Citymapper é mostrar os ônibus em tempo real. Quais veículos estão passando naquele momento pelas vias próximas ao usuário, as linhas e também o intervalo entre os ônibus de cada linha. É possível, por exemplo, ver que dali a dez minutos o próximo 8705-10 com destino ao Anhangabaú vai passar pelo ponto da Avenida Rebouças que fica na altura da Rua Oscar Freire. O usuário decide se tenta correr para pegá-lo, se espera o próximo ou se desencana e caminha até a Rua Capote Valente para pegar uma das três bicicletas compartilháveis disponíveis naquele momento. O app também mostra em tempo real quantas vagas e quantas bikes existem em cada uma das estações espalhadas pela cidade.

Toda a comunicação oficial dos perfis do Metrô e da CPTM no Twitter pode ser acessada dentro do aplicativo, que traz mapas com as linhas, o tempo de intervalo entre os trens e ainda informa se a operação de cada trecho está normal ou lenta.

O Citymapper parte do princípio de que a combinação entre meios é sempre mais vantajosa do que ficar com apenas um deles. Isso porque não há uma única melhor alternativa: tudo vai depender do horário e do trajeto. O ponto fraco do aplicativo é sua dificuldade em informar o endereço de locais de referência, algo que o Waze, por exemplo, costuma fazer bem.

 

Por Mariana Barros

>> Acompanhe o Cidades sem Fronteiras no Facebook // Siga no Twitter// E no Instagram

Continua após a publicidade
Publicidade