Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Volto dia 6, amigos

Chegou a hora do recesso da virada do ano. Viajo nesta quarta e volto em 6 de janeiro. Nesse período, como ocorre desde 2009, serão publicados diariamente um post selecionado entre os que repercutiram com maior intensidade em 2014 e três palavrórios que exigiram a imediata mobilização dos enfermeiros do Sanatório Geral. Nosso Pedro Costa […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h25 - Publicado em 24 dez 2014, 19h01

Chegou a hora do recesso da virada do ano. Viajo nesta quarta e volto em 6 de janeiro. Nesse período, como ocorre desde 2009, serão publicados diariamente um post selecionado entre os que repercutiram com maior intensidade em 2014 e três palavrórios que exigiram a imediata mobilização dos enfermeiros do Sanatório Geral. Nosso Pedro Costa tratará da liberação dos comentários. E a coluna ficará em ótimas mãos: as mãos dos amigos que defendem com coragem, talento e competência este espaço ocupado pela resistência democrática.

Feliz Natal e um ótimo 2015, amigos. Apesar de tudo, apesar de tantos, tivemos um grande ano. A oposição partidária acordou. A oposição real ficou mais musculosa, menos paciente e ainda mais combativa. Eles não passarão, reiteraram nas urnas de outubro mais de 51 milhões de indignados. Os vitoriosos de araque vão sendo acuados pelo país que presta. O Petrolão acelerou a decomposição moral e política dos farsantes no poder. A agonia do lulopetismo é irreversível.

Ainda que o quadro fosse menos favorável, este recado seria encerrado com a frase que repito há cinco anos: é um prazer e uma honra lutar ao lado de brasileiros decentes. Vocês são grandes.

Publicidade