Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O vídeo ensina que, num debate eleitoral, é preciso bater com palavras até em mulheres

ATUALIZADO ÀS 12h45 Se os marqueteiros soubessem exatamente o que fazer para ganhar uma disputa nas urnas, o Brasil teria inventado a eleição sem perdedores. Se conhecessem a receita que garante a vitória, não seriam marqueteiros; seriam candidatos imbatíveis. É de bom tamanho, convém ressalvar, o acervo que reúne ótimas sacadas dos integrantes da tribo. […]

ATUALIZADO ÀS 12h45

Se os marqueteiros soubessem exatamente o que fazer para ganhar uma disputa nas urnas, o Brasil teria inventado a eleição sem perdedores. Se conhecessem a receita que garante a vitória, não seriam marqueteiros; seriam candidatos imbatíveis. É de bom tamanho, convém ressalvar, o acervo que reúne ótimas sacadas dos integrantes da tribo. É tão volumoso quanto o que congestiona a ala que expõe ideias de jerico.

Entre tantas, a mais imbecil é provavelmente a que rebaixa a alunos de curso de boas maneiras os participantes de debates eleitorais transmitidos pela TV. Por determinação dos marqueteiros, todo candidato deve fugir como o diabo da cruz de qualquer coisa que possa parecer “muito contundente” ou “deselegante demais” aos olhos dos espectadores.

Uma pergunta que cause desconforto ao concorrente, uma resposta que mire o fígado do adversário, mesmo uma testa crispada pela irritação ─ tudo isso virou  “sinal de agressividade”. É pecado mortal, sobretudo se houver mulheres no grupo de debatedores. Graças a essa estratégia, menos lógica que uma análise de Dilma sobre a engorda da inflação e a anemia do PIB, nas campanhas eleitorais como no futebol brasileiro os atacantes são hoje uma espécie em extinção.

Paradoxalmente, os remanescentes vivem desmentindo na prática a teoria forjada pelos apóstolos da pusilanimidade. A discurseira de Lula, por exemplo, é muito mais que agressiva: é uma bisonha aula magna de boçalidade. Se os marqueteiros tivessem razão, a usina de insolências que venceu duas disputas presidenciais não conseguiria sequer o voto dos parentes. Quem prefere a retirada quando todas as circunstâncias imploram pela ofensiva é gente que nunca ouviu falar em Carlos Lacerda, Jânio Quadros, Leonel Brizola e outros especialistas em duelos retóricos.

No vídeo de 2010, sem ultrapassar em nenhum instante a fronteira da civilidade, Plínio de Arruda Sampaio demitiu sem aviso prévio o besteirol covarde, revogou a caricatura eleitoral da Lei Maria da Penha e ensinou como se bate com palavras também em mulheres. As máscaras faciais de Dilma Rousseff vão revelando o pote até aqui de raiva, a temperatura interna a caminho do ponto de combustão.

Os candidatos da oposição precisam rever os 35 segundos em que Plínio associa Dilma Rousseff à corrupção em geral e a Erenice Guerra em particular.  Aécio Neves e o candidato(a) que substituirá Eduardo Campos vão constatar que a grosseria é apenas a a prima paupérrima da combatividade, da firmeza, da contundência, da ironia fina, do sarcasmo desmoralizante. A verdade só soa insultuosa aos ouvidos de gente com culpa no cartório. Não há bala de prata tão mortal quanto a evocação do fato criminoso.

Milhões de brasileiros indignados sonham com um candidato que conte o caso omo o caso foi, que chame coisas e seres pelo nome certo. Quem rouba é ladrão. Quem prospera com vigarices é vigarista. A presidente incapaz de dizer algo que preste é um embuste que foi longe demais. E quer continuar até 2018 no emprego que ganhou do padrinho Lula.

Pouco importa o sexo de quem não se importa com o Brasil. A doutra em nada é uma ameaça à nação, e como tal merece ser tratada.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    CORREIA

    Em outubro “FORA DILMA E LEVE O PT JUNTO”.

    Curtir

  2. Comentado por:

    youssef ibn nacle el-azziz

    Boa Augusto, ensine esses bobos da oposiçao como agir. Fora P T.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Sandro

    Quem que não lembra dos debates acirrados dos candidatos do passado? Muita gente não gosta do Brizola, mas ele era rei no debate, sarcasmo e ironia. E não poupava o adversário. Hoje, os candidatos de oposição a Dilma são água-com-açúcar, molengões, travados pelo politicamente correto. Enquanto isso, Lula tá metendo descendo o sarrafo a torto e direito. Por isso que essa gente está há 12 aos no poder com o risco de mais 4.

    Curtir

  4. Comentado por:

    GlorInha de Nantes

    Inexcedíveis os números do “BrasilMaravilha”! Vejam este excerto de discurso da Presidente, no 1º de maio último :
    .
    “O pacto pela saúde viabilizou o Mais Médicos, e em apenas seis meses já colocamos mais de 14 mil médicos em 3.866 municípios. E o que é mais importante: esses números significam a cobertura de atenção médica para 49 milhões de brasileiros.”
    .
    Uau! E tudo isso enquanto dormíamos!

    Curtir

  5. Comentado por:

    Roberto G Lobo

    DILMA PARTICIPOU DE GRUPOS que cometeram , roubos a bancos, assassinatos, sequestro, terrorismo, e guerrilha. A Dilma ficava na organização e planejamento das ações destes grupos.
    .
    ESTA MULHER, DILMA, representa o que existe de mais DIABÓLICO. O MESTRE da Dilma é o próprio DIABO, ela mente ao entrar em uma igreja e se apresentar como quem está ao lado de DEUS.
    .
    Alguém acredita em uma única palavra que saia da boca dela ?
    .
    “Vocês pertencem ao pai de vocês, o Diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira.”
    João 8:44

    Curtir

  6. Comentado por:

    antonio

    perfeito augusto, falta um politico “macho” (ou muito mulher se for o caso) para falar grosso com esse pessoal do pt. O alckmim é um picole de chuchu,vota-se nele por falta de opçao para não entregar a rapadura ao inimigo, o aécio é outro sem sal. O dia em que aparecer um politico com carisma chamando o seu lulla de palhaço publicamente e o pt de quadrilha, carregara multidoes com ele

    Curtir

  7. Comentado por:

    golpista da oscar freire

    Plínio de Arruda Sampaio demitiu sem aviso prévio o besteirol covarde, revogou a caricatura eleitoral da Lei Maria da Penha e ensinou como se bate com palavras também em mulheres. E nunca se elegeu. Evocação de fato criminoso nao leva a nada. Ou melhor leva a outros 4 anos que garantira a “evocação” do plantao da oposicao a favor.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Li

    Conheço 3 pessoas que desistiram de votar no Serra depois de ouvir aquele “Dilmaaaá” nos debates. Acusaram-no de pusilânime e eu não pude discordar.

    Curtir

  9. Comentado por:

    angelo

    Senhores,Perfeito o texto e a lógica de atirar as
    verdades na cara da adversária,sem medo de ser feliz.
    Tratá-la simplesmente como uma farsante no Poder
    que por trás de uma Mulher,esconde-se a Terrorista,
    que não exitará em se transformar na guerrilheira
    contra os princípios da democracia e estado de
    direito neste País,já tem vários exemplos,como
    encontros clandestinos em hotéis com Lula & Cia,
    ferindo mortalmente o cargo que exerce,e que ficou
    por isso mesmo,pois os acólitos bem como a imprensa
    comprada,trataram de esconder fatos.No caso Rose,
    também se calaram,Milhões de brasileiros indignados
    sonham com um candidato,que conte o caso como foi,
    que chame as coisas pelo nome,(nunca suposto(a)(s)
    personagens),quem pratica crimes é criminoso,quem
    rouba é ladrão,quem estupra consciências é estuprador,quem comete crimes lesa pátria,é apátridas.
    Pouco importa o sexo de quem não se importa com o
    Brasil e seu povo,que dialóga com desordeiros da
    ordem pública,com criminosos da democracia,com
    vândalos agindo a mando do próprio Poder,para
    destruir propriedades públicas ou privadas em nome
    de”direitos sociais”inventado por vagabundos do
    dinheiro público para dar sustentação aos apátridas
    que estão e procuram se eternizar no Poder.

    Curtir

  10. Comentado por:

    Valentina de Botas

    Texto primoroso, Augusto, banhado em contundente civilidade para ensinar que esta espécie de marqueteiramente correto é uma consumada cretinice manipulada ao gosto de quem procura enclausurar a verdade como faz o fruto da mesma árvore da canalhice, o politicamente correto. Não apenas o sexo do candidato, mas também a cor, idade, religião, estado civil, signo, altura, o peso dele e se separa ou não as duas partes do biscoito recheado para raspar o recheio e comê-lo por último têm a mesma relevância na discussão dos projetos para o país e na urgente reconstrução moral, ou seja, nenhuma. O marqueteiramente correto foi sedimentado de maneira insidiosa pelos petistas com o marketing da popularidade de Lula explorando o ardil tanto para proteger Dilma da própria parvoíce quanto das verdades sobre seu governo se os opositores, grosseirões e machistas então, as trouxessem para o debate. Temendo que a popularidade de 101% do jeca hipertrofiada pelo marqueteiro dele untasse Dilma, Serra e Alckimin trocaram o certo pelo desatino seguindo a orientação maricas dos próprios marqueteiros arrogantes. Se dependesse desse pessoal, o delicioso desfecho do conhecido bate-boca entre Churchil e Lady Aston, no Parlamento, jamais teria acontecido: “Se eu fosse sua mulher, colocaria veneno em seu chá”. “E se eu fosse seu marido, tomaria o chá com prazer”. Na deturpação marqueteiramente correta, o grande Churchill diria talvez: “Qual o sabor do chá e o tipo de veneno, com todo o respeito, por favor, obrigado?”. Argh! Brochante para a democracia, a única fragilizada na história toda. Ofensivo é aliviar ou agravar a pegada num debate por ser mulher um dos participantes, isso é sexismo também porque atribui ao gênero uma pertinência incabível. Logo os lulopetistas exigirão, tal qual na CPI da Petrobras, conhecer as perguntas dos debates antecipadamente para maquiar a bisonhice da candidata que simula uma vulnerabilidade inexistente para escamotear as vulnerabilidades reais da miserável figura pública que respira dentro da fraude que a consubstancia. E fraude, Augusto, não tem sexo. Modos também não. Para sabotar o debate, homens e mulheres lulopestistas sem-isso-aqui-ó de modos democráticos já se esconderam atrás da origem pobre de um Lula milionário, e agora fazem de escudo a fragilidade do sexo que Dilma não tem. A fragilidade, não o sexo, por favor. Não me dou com ladrões, um defeito para estes tempos escabrosos, e tal tipo de ladrão que não anuncia o assalto e esconde-se atrás de mulheres assaltantes já pilhou um pedaço do futuro do país e saqueou valores morais e republicano e as instituições. Nessa gente deve se bater com palavras sim, especialmente com as do Código Penal. Para terminar bem, lembro outra história de Churchill. Quando completou 80 anos, foi fotografado para uma matéria por uma jornalista de cerca de 30 anos que lhe disse esperar fazer o mesmo quando o estadista completasse 90. Sir Winston gloriosamente ele mesmo: “Ora, por que não? Você me parece com ótima saúde”. Um beijo
    Ótimo, Valentina. Oportuníssimo. Um beijo

    Curtir