Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O crime compensa

“Vocês sabem que eu respondo a um processo no Supremo Tribunal Federal, não poderia deixar de mencionar isso. Esse processo, que me atormenta muito, mudou a minha vida”. João Paulo Cunha, nesta quarta-feira, ao assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, confessando que, embora o camburão o atormente, a vida mudou […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 12h39 - Publicado em 2 mar 2011, 21h07

“Vocês sabem que eu respondo a um processo no Supremo Tribunal Federal, não poderia deixar de mencionar isso. Esse processo, que me atormenta muito, mudou a minha vida”.

João Paulo Cunha, nesta quarta-feira, ao assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, confessando que, embora o camburão o atormente, a vida mudou para melhor depois da roubalheira do mensalão.

Publicidade