Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O auxílio de Lula incluiu moradias no campo e na praia

O triplex no Guarujá rendeu ao ex-presidente 12 anos e 1 mês de cadeia. O sítio em Atibaia promete duplicar a temporada na gaiola

Por Augusto Nunes Atualizado em 8 fev 2018, 09h57 - Publicado em 8 fev 2018, 09h56

Em entrevista a uma emissora de rádio de Pernambuco, Lula incluiu no falatório o que chamou de conselho ao povo brasileiro: “Quem não recebeu reajuste agora já pode requerer auxílio-moradia, como o Sérgio Moro fez”. Haja safadeza.

Um apartamento em São Bernardo, o sítio em Atibaia e o triplex no Guarujá informam: se fosse mais generoso, o ex-presidente recomendaria aos sem-reajuste que endereçassem o requerimento ao advogado Roberto Teixeira, a Emílio Odebrecht e a Leo Pinheiro, dono da OAS.

Com sorte, algum brasileiro talvez consiga o que, até hoje, só o camelô de empreiteira conseguiu: o auxílio-moradia-cidade, o auxílio-moradia-campo e o auxílio-moradia-praia. A vigarice do triplex já lhe rendeu 12 anos e 1 mês de cadeia. O caso do sítio promete duplicar a temporada na gaiola.

Continua após a publicidade

Publicidade