Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ideli é a Marilyn Monroe do Lula

Para mostrar do que é capaz a nova ministra das Relações Institucionais, a coluna volta a exibir a histórica performance de Ideli Salvatti no dia em que resolveu transformar-se na Marilyn Monroe do Lula. Confira. Texto publicado no dia 29 de outubro de 2010: Em 19 de maio de 1962, o ator Peter Lawford, casado […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 11h40 - Publicado em 10 jun 2011, 19h25

Para mostrar do que é capaz a nova ministra das Relações Institucionais, a coluna volta a exibir a histórica performance de Ideli Salvatti no dia em que resolveu transformar-se na Marilyn Monroe do Lula. Confira.

Texto publicado no dia 29 de outubro de 2010:

Em 19 de maio de 1962, o ator Peter Lawford, casado com uma das irmãs do presidente John Fitzgerald Kennedy, resolveu melhorar a noite do 45° aniversário do cunhado com uma surpresa admirável: convidou a amiga Marilyn Monroe para cantar o Happy Birthday na festa em Nova York. Sozinha no palco do Madison Square Garden, com a silhueta deslumbrante realçada pelo vestido cor da pele enfeitado de contas que parecia costurado ao corpo, a estrela ronronou uma sensualíssima reinterpretação da mais conhecida e insossa letra musical da história. “Depois de ouvir uma voz tão suave e encantadora, já posso deixar a política”, derreteu-se Kennedy.

Em 27 de outubro de 2010, a companheira Ideli Salvatti, senadora em fim de carreira, resolveu piorar o dia do aniversário do presidente Lula com uma festa-surpresa. E convidou-se para puxar o Parabéns no interior de Santa Catarina. Num palanque em Itajaí, trajando um vestido branco e um casaco vermelho que lembrava a versão pré-candidatura de Dilma Rousseff, de óculos, Ideli assassinou a música aos berros, acompanhada pela banda da cidade. Terminada a performance, o presidente nem se lembrou de agradecer à intérprete. Preferiu homenagear-se com a saudação que costuma abrir desfiles de escolas de samba: “Olha o Lulinha aí, minha gente!”

Em 1999, num leilão em Nova York, o vestido usado por Marilyn foi arrematado por US$ 1,267 milhão. Quanto custará em 2029 o modelito de Ideli?

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=HG5U9lQmtzg?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

Continua após a publicidade
Publicidade