Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Documentos apreendidos pela Polícia Federal mostram a anotação do doleiro Youssef: ‘Leonardo Attuch 6×40.000,00′

“No monitor de uma das meses (sic) havia um post it com a anotação ‘Leonardo Attuch 11-950206533 6×40.000.00 24/02/2014′”, informa o trecho do relatório em que a delegada Paula Ortega Cibulski resume o que foi encontrado, num dos imóveis utilizados pela quadrilha de Alberto Youssef, por agentes da Polícia Federal incumbidos de cumprir o mandado […]

“No monitor de uma das meses (sic) havia um post it com a anotação ‘Leonardo Attuch 11-950206533 6×40.000.00 24/02/2014′”, informa o trecho do relatório em que a delegada Paula Ortega Cibulski resume o que foi encontrado, num dos imóveis utilizados pela quadrilha de Alberto Youssef, por agentes da Polícia Federal incumbidos de cumprir o mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. No fim do texto reproduzido abaixo, datado de 17 de março de 2014, a delegada acrescenta que anexou ao relatório um registro fotográfico do documento que vincula o alvo principal da Operação Lava Jato ao blogueiro Leonardo Attuch, proprietário do site Brasil 247.

foto-1

As letras e os algarismos que constam do anexo 3, confrontados com outras peças da montanha de documentos capturados pela Polícia Federal, revelaram que o próprio Youssef fez as anotações manuscritas que incorporam Attuch ao bando de políticos, governantes, empresários, funcionários públicos, além de indivíduos, que se apresentam como “jornalistas” envolvidos de alguma forma com um dos comandantes do mais portentoso propinoduto montado no Brasil desde o Descobrimento.

foto

São tantos os integrantes do esquema forjado para saquear a Petrobras que, como faz a CBF com os times de futebol, os responsáveis pelo esclarecimento dos crimes dividiram informalmente os investigados em duas categorias. Na série A figuram presidentes da República (embolados no G4), ministros de Estado, governadores, figurões do Congresso, megaempreiteiros, diretores da Petrobras e gatunos de alta patente. Na série B aglomeram-se empreiteiros e fornecedores menos graúdos, parlamentares do baixo clero, funcionários do segundo escalão e jornalistas estatizados ou arrendados pela organização criminosa.

Compreensivelmente, a série A tem monopolizado tanto as investigações de campo quanto os interrogatórios de Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, que toparam contar o que muito que fizeram ou sabem em troca dos benefícios da chamada delação premiada. Sorte de Attuch: a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça Federal ainda não encontraram tempo para devassar as catacumbas da classe B. Mas chegará o dia em que as suspeitíssimas anotações manuscritas terão de ser elucidadas.

O blogueiro costuma desperdiçar seu tempo com a edição de textos abjetos sobre jornalistas independentes, aos quais se seguem “comentários” que difamam, caluniam e afrontam a honra de quem ousa criticar o governo lulopetista. A prudência recomenda que suspenda o serviço sujo e procure a ajuda de um advogado especialmente imaginoso. Vai precisar de um álibi e tanto para escapar do enquadramento no Código Penal.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Ernesto Barros

    A gente reconhece o texto de um petista não apenas pelo seu conteúdo anacrônico e falacioso, mas frequentemente pelas agressões à concordância, sintaxe e ortografia.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Marinho

    Petrobrás,BNDES,Banco do Brasil e Caixa Econômica,devem com urgência serem submetidos a uma auditoria.Lula e Dilma foram até o fundo nestes órgãos. Lugar de ladrões é na cadeia.Temos que colocar o PT na ilegalidade pois a a fonte de todo o mal. Cuba os espera malditos.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Despetralhando

    Claro que a redesgovernANTA não vai deixar as investigações passarem por baixo da saia della ou do tapete do salão da ‘redespresidência’, pois a caixa de pandora está uma zorra, com esqueletos de diversos tamanhos e muita carcaça ainda em decomposição, prontos para, numa análise florense entregar até o “mais honesto” dos petraplas (não vi e não sei de nada). kkkkkkk.
    Ps. Petralha honesto é igual a cabeça de bacalhau, dizem que tem mas ninguém viu um.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Julio

    Queria saber se isso vai influenciar no andamento das investigações…
    http://cmais.com.br/jornalismo/politica/pf-esta-proibida-de-fazer-investigacoes-independentes-na-operacao-lava-jato
    Cheguei à essa notícia através do site da Cultura.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Valentina de Botas

    Queria ter vindo antes, deixar também eu uma palavra de solidariedade a você pelas ameaças do Attuch em te denunciar e de náusea a respeito da descoberta da PF. As ameaças são só bravatas adormecidas tão logo proferidas. Pena, pois seria interessante o embate. De um lado, o da lei e do jornalismo digno da denominação, um jornalista valioso porque não tem preço e que, cobiçado ceta vez para o honesto cargo de assessoria por um grande cacique nordestino já morto, cioso do maior ou mesmo único bem do jornalista digno – a independência -, preferiu recusar o convite; e, de outro, um… attuch. Tardei, mas espero não ter falhado, Augusto, confiando que tardar não signifique já falhar. Um beijo

    Curtir

  6. Comentado por:

    Valentina de Botas

    Esqueci de dizer que este deve ser o tal controle econômico da mídia de que Dilma pôs-se a falar. A longevidade dessa escória no poder deu ousadia a quem não tinha limites. Um beijo

    Curtir

  7. Comentado por:

    Professor PADilla UFRGS

    Os psicoPaTas tomaram conta do PT e, usando outros partidos e organizações, criminosamente estão tomando conta de todo o pais. Já roubaram bilhões. E simplesmente usando o fato das pessoas dividirem-se entre as humanitárias e as corruptas: estas, eles compram, nós, os “babacas”, eles anulam nos jogando uns contra os outros. Querem a ditadura perfeita. A dissimulada implantação de uma ditadura já está em andamento. O que aconteceu na Venezuela, já está em curso no Brasil. Há pouca indignação aparecendo porque:
    Parcela expressiva da população está entorpecida, no ópio moderno. Nesse quase 1/4 da população recebendo bolsa vagabundagem há expressiva quantidade de viciados de todo gênero os quais apóiam os ladrões que roubam, mas lhes distribuem migalhas que sustentam os seus vícios.
    Nós, que trabalhamos, precisam nos dedicar muito para ter o suficiente para vivermos porque tudo é muito caro no país que tem os impostos mais caros do mundo: afeta todos os preços. https://www.facebook.com/photo.php?v=10151060553588823

    Curtir

  8. Comentado por:

    Valentina de Botas

    Oi, Augusto!
    Vez ou outra, comentários que envio aparecem para mim com o aviso de aguardando moderação mesmo depois de liberados e só descubro isso depois de postar outro comentário para o mesmo post. Outras vezes, eles somem. Bem, é o que está acontecendo agora com dois comentários que enviei ontem. Aproveito para juntar num só, não sei se sumirão ou se aparecerão juntamente com este. Me perdoe se perturbo com o reenvio, mas gostaria de poder registrar uma palavra sobre este post.

    Queria ter vindo antes, deixar também eu uma palavra de solidariedade a você pelas ameaças do Attuch em te processar e de náusea pela descoberta da PF que exemplifica o que deve ser o tal controle econômico da mídia de que Dilma pôs-se a falar. A longevidade dessa escória no poder é sufocante, não é mesmo? E deu ousadia aos incuráveis desavergonhados. As ameaças do jornalista alugado são só bravatas adormecidas tão logo excretadas. Pena, pois seria interessante o embate. De um lado, o da lei e do jornalismo digno da denominação, um profissional valioso porque não tem preço e que, cobiçado certa vez para o honesto cargo de assessor por um grande cacique nordestino (falecido depois do filho), mas, cioso do maior ou mesmo único bem do jornalista digno – a independência -, preferiu recusar o convite; e, de outro, um… attuch. Tardei, mas espero não ter falhado, Augusto, confiando que tardar não signifique já falhar. Um beijo

    Curtir

  9. Comentado por:

    Orlando Pagnussatti

    Não seria também o caso de classificar a mídia como um todo, de A a Z?

    Curtir

  10. Comentado por:

    Osvaldo Aires Bade

    Apenas para pensarmos
    Casamento de empreiteiras com poder começou com JK e teve lua de mel na ditadura
    http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2015/04/casamento-de-empreiteiras-com-poder.html

    Curtir