Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Brasil, um país de todos’, por Carlos Brickmann

Publicado na coluna de Carlos Brickmann Enquanto se discute aquela merrequinha, um reles bilhãozinho de dólares enterrado na refinaria de Pasadena, um escândalo muito maior está pondo a cabeça de fora: a Siemens, multinacional alemã que abriu os debates sobre o cartel metroferroviário, assinou Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público paulista pelo […]

Publicado na coluna de Carlos Brickmann

Enquanto se discute aquela merrequinha, um reles bilhãozinho de dólares enterrado na refinaria de Pasadena, um escândalo muito maior está pondo a cabeça de fora: a Siemens, multinacional alemã que abriu os debates sobre o cartel metroferroviário, assinou Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público paulista pelo qual entregará contratos, comprovantes de transferências de dinheiro (inclusive os arquivados na Alemanha), todos os documentos; e trará, pagando integralmente as despesas, testemunhas do Brasil e do Exterior.

E por que as investigações podem mostrar muito mais dinheiro esquisito do que a refinaria de Pasadena? Porque só o Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, do Governo Federal, investiga 15 projetos, em São Paulo, Rio, Brasília, Rio Grande do Sul, que envolvem algo como US$ 4 bilhões; e a CBTU, federal, que cuida de trens urbanos e metrô em João Pessoa, Maceió, Natal, Belo Horizonte e Recife. Os projetos passam por Governos dos principais partidos que se alternam no poder ─ um acusando os outros de corrupção, mas nenhum mostrando como é que os malfeitos aconteciam (até porque continuam acontecendo). O máximo que acontece, para um revelar o que sabe dos outros, é a ameaça que a ex-ministra Gleisi Hoffmann acaba de fazer: já que haverá investigação sobre Pasadena, então tentará investigar as roubalheiras atribuídas a adversários.

O Brasil é um país participativo ─ e como tem gente participando! Como diz o sambista Bezerra da Silva, “se gritar pega, ladrão!/ não fica um, meu irmão (…)”

Cipó de aroeira
A degradação ética no país chegou a tal ponto que nenhum partido se defende muito das acusações de corrupção: o argumento básico dos acusados é que os outros também fazem suas ladroeiras. Se são todos ladrões, para eles isso é o normal da vida. Diante da aprovação da CPI da Petrobras, o Governo determinou a seus aliados que tentem investigar, na mesma CPI, o cartel dos trens e Metrô em São Paulo.

Ótimo: que se investigue tudo. E que a investigação seja ampla, não se limitando, como agora, a apenas um dos principais auxiliares do Governo Covas, PSDB. Que é que faziam os outros secretários, enquanto o Tesouro era ordenhado? Quem deveria fiscalizar contratos e a justiça dos valores cobrados?

Festa pernambucana
O deputado federal Vicentinho, do PT paulista, disse que quer investigar o porto de Suape, em Pernambuco. Por quais irregularidades? Nem ele sabe. Mas há muitas coisas a ver por lá. Por exemplo, o governador Eduardo Campos, PSB, candidato à Presidência da República, conseguiu gastar R$ 388 mil com seus convidados no camarote do Carnaval. E no ano passado, os gastos oficiais com bolos de rolo, o delicioso doce típico pernambucano, atingiram R$ 52.800,00.

Nhô ruim, nhô pió
Achou bom que o deputado federal Asdrúbal Bentes, condenado à prisão em regime aberto, tenha renunciado ao mandato? Às vezes, em Brasília, nem o que está certo é bom: seu suplente, Luiz Otávio Campos, do PMDB do Pará, já teve a nomeação para o Tribunal de Contas da União rejeitada por problemas de reputação.

Luiz Otávio está condenado a 12 anos de prisão (em primeira instância; recorre em liberdade) pelo desvio de R$ 12 milhões do Finame.

Ele conhece
Há gente estranhando a presença de Jefferson da Silva Figueiredo, subtenente músico do Exército, na comissão militar que passou duas semanas na Rússia avaliando o sistema de defesa antiaérea que o Brasil pretende comprar. Figueiredo, dizem, não é do ramo.

Mas estão enganados: o subtenente músico Jefferson da Silva Figueiredo, marido da ministra Ideli Salvatti, entende muito de canhões.

Caiu, e daí? 
Não se impressione com a queda da avaliação positiva do Governo Dilma, na pesquisa do Ibope. Caiu de 43 para 36%. Só que esta não é uma pesquisa de intenção de voto: é de avaliação. Há uma forte possibilidade de que a população, mesmo querendo mudanças, mesmo insatisfeita, continue achando que a atual presidente já é conhecida e não esteja disposta a aventuras. Para trocar de voto, só se os desafiantes apresentarem bons planos e boas ideias. Quem as terá?

Exemplo vivo
O Governo brasileiro convidou seis repórteres estrangeiros, com tudo pago, para visitar três cidades-sede da Copa: Rio, Manaus e Fortaleza. Objetivo: promover a imagem do país. E não é que promoveu, embora não exatamente a que esperava? O repórter Ian Herbert, do jornal The Independent, conta que foi assaltado na praia de Copacabana, às duas da manhã. Embora os bandidos, armados, tenham fugido sem levar nada (o grupo gritou por socorro, gente se aproximou), a reportagem saiu, com o título É caos no Brasil, mas não entre em pânico.

A História como ela foi
Um retrato histórico pela óptica dos vencidos, mas preciso, objetivo, sem ódio. Almino Affonso, ministro do Trabalho do Governo João Goulart, testemunha ocular dos últimos momentos do regime, lança neste dia 31 seu livro sobre os idos de março. Livraria Cultura, Conjunto Nacional, SP, 18h30.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    FM

    Vicentinho, aproveita e conta pra nós algo sobre aquele cargueiro que só tinha carcaça e que o garanhão de Garanhuns foi inaugurar com a primeira dama em Suape e foram aplaudidos pelos companheiros petroleiros que deviam saber de toda a empulhação. Pena que Rose não foi convidada à quebrar a champanhe no casco oco. Essa nota do canhão do Jefferson vale umas salvas de palmas pois o canhão tá um pouco sucateado. Brickmann essas quedas muitas vezes pode ser fatal. Imagine se aparece um desafiante oposicionista prometendo decretar três dias de carnaval todas as semanas? Ganha de barbada…

    Curtir

  2. Comentado por:

    Carlos Brickmann

    Arilson, os petistas não acham que eu defenda o PT. Mas também não defendo outros partidos. Acho que ladrão tem de ser punido, pertença ao partido que for. Não é essa sua opinião?

    Curtir

  3. Comentado por:

    Jane

    Para trocar de voto, só se os desafiantes apresentarem bons planos e boas ideias. Quem as terá?……….Tanto Aécio como Campos…são ótimos gestores. Por acaso a Dilma tem algum??eu não conheço.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Maria Luz

    O texto está excelente e a farpa à Ideli, sutil como elefante em vidraçaria. Gostei da opinião do Oliver.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Wake up

    Brasil, um país dos gatunos do Poder, os 3 Poderes.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Popeye

    É o cara pra ser casado com a Ideli deve entender muito de csnhão mesmo. Já imaginou se fosse com a Dilma? Pois é, seria um time capaz de fazer frente aos “canhões de Nacarone”.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Renato

    O Brasil é assim porque o povo é assim também. Se Dilma for reeleita é porque o Brasil merece ficar nesse estado de coisas.

    Curtir

  8. Comentado por:

    Neusa de oliveira

    Diante desse rol de notícias, estampadas pelo caro Augusto Nunes, muita gente desta Nação coça a cabeça, com muito ou pouco cabelo, e diz: ESTE BRASIL PRECISA SER PASSADO Á LIMPO, enxaguado e perfumado com água de cheiro de alguma divindade para espantar de vez essa uruca.
    Estávamos mexendo só no bilhãozinho da dilmANTA e lula X9, aí vem uma enxurrada de bandalheiras e a gentalha do PT querendo se firmar na historia: Gleise e o língua-presa do Vicentinho que, como advogado, não consegue defender uma galinha.
    PRECISAMOS, URGENTE, DE UM ESTADISTA, que não use as velhas retóricas, os beijinhos nas crianças e dar o braço para os velhinhos.
    Quem está habilitado a ser homem de palavra e visionário como foi Maurício de Nassau que previu e disse na sua despedida para Holanda: “Porque está terra ainda vai cumprir o seu ideal, ainda vai tornar-se um imenso canavial” e “Cheguei, vi, amei e construí. E em poucos anos eu fiz o princípio do futuro.”!
    Isto é visão, um homem que não se intimidou, TEMOS UM HOMEM DESTEMIDO, QUE NÃO TENHA MEDO DE SE PASSAR POR LOUCO? MAS QUE SUAS PALAVRAS SEJAM VERDADES QUE SE PODEM CONSTRUIR?
    Estamos esperando que se manifeste, não acompanhados com ex-vedetes ministeriais, ou pelegos sindicais, precisamos de novos homens administrando e dando suporte; não precisamos de Igreja nenhuma opinando, nem mães-de-santo.
    Quem vai se habilitar????

    Curtir

  9. Comentado por:

    Neusa de oliveira

    Um outro detalhe que me chateia. Ao lado da folha de Comentários, no Direto ao Ponto, está a fotografia do lula X9, informando que ia abrir o bico, ou a boca que há muito não como farinha. Já que a foto tem que ficar aqui, será que o jornalista poderia colocar uma contagem de dias que se passaram, desde quanto ele fez essa bravata? Por favor, se não se perde no tempo e no espaço.

    Curtir

  10. Comentado por:

    suzi

    O Brasil está para se dividido? Alguém pode confirmar isto: A DECLARAÇÃO DA ONU E OS 216 PAÍSES A SEREM CRIADOS DENTRO DO TERRITÓRIO DO BRASIL” http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2014/03/a-declaracao-da-onu-e-os-216-paises.html

    Curtir