Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Atum-azul: salvo da extinção

Um dos peixes mais pescados no mundo deixou a lista das espécies em risco

Por Da Redação Atualizado em 20 out 2021, 15h56 - Publicado em 22 out 2021, 06h00

Uma das boas notícias do ano na área de preservação marinha foi a de que o atum-azul, um dos peixes mais pescados no mundo, deixou a lista das espécies sob risco de extinção. As regras mais rígidas para a captura desses peixes gigantescos (podem atingir até 650 quilos) e de sabor muito apreciado mundo afora ajudaram a reduzir a voracidade da indústria pesqueira, principalmente na região do Mar Mediterrâneo e do Oceano Pacífico. No Japão, onde é tratado com reverência única, pode ser visto tanto no monumental aquário de Tóquio (foto) quanto nos boxes do mercado de peixes de Tsukiji, onde é vendido por cifras para lá de elevadas.

Publicidade