Ministros citam lançamento de livro e saúde para encerrar sessão

Relator Herman Benjamin cita três vezes problema respiratório para não estender discussão; Weber lembra evento de lançamento de livro de Fux nesta quarta

A sessão do julgamento da chapa Dilma-Temer nesta quarta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi encerrada às 13h05, porque a partir das 14h haverá a sessão do pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) e os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber precisam estar presentes. No entanto, outros argumentos foram levantados para suspender o julgamento, como os “problemas respiratórios não sanados” citados pelo relator Herman Benjamin, e o lançamento do novo livro de Fux, Jurisdição Constitucional II – Cidadania e Direitos Fundamentais, que está marcado para as 18h.

Quem lembrou do lançamento do livro foi Rosa Weber, ao que Fux respondeu que o “interesse do país vem primeiro”. Mesmo assim, Benjamin pareceu favorável à suspensão da sessão, comentando, pela terceira vez, que está com problemas de saúde.

O julgamento desta quarta teve dezenas de intervenções de outros ministros – especialmente do presidente da Corte, Gilmar Mendes – durante a análise das questões preliminares, o que está estendendo a sessão.

Na quinta-feira, a previsão é de que o TSE convoque mais uma sessão extraordinária à tarde para continuar com o processo – assim, o julgamento duraria o dia todo, pois já havia sessões marcadas para as 9h e 19h. Caso as sessões de quinta-feira não sejam suficientes, os ministros cogitaram continuar o julgamento na sexta-feira e até no sábado e domingo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Geraldo Coelho

    Que palhaçada, jogo de cartas marcadas, juizes já estão com os votos prontos, para proteger a atual quadrilha no poder. Gilmar, voce deveria arrumar uma boquinha no senado ou na camara mais proximo dos seus protegidos, leva o lewandowkdi e o toffoli com vc.

    Curtir

  2. Fique tranqüilo, senhor Benjamin, ‘mucho’. Seu caso tem precedentes similares na história.
    Li outro dia na Bíblia que um tal de Pedro não ouviu o galo cantar, porque estava com um cisco no olho esquerdo. Chato, né? Saúde tem dessas coisas.
    Estimo melhoras. A propósito, uns ‘tapas’ numa ‘coisa’, resolveriam temporariamente seu problema.
    Lembranças pro Gilmar Mentes.

    Curtir

  3. Cá entre nós. Depois de ‘usar’ o remedinho, mastigue umas folhas de hortelã pra despistar a maresia.
    Garanto que nenhuma sessão jamais será suspensa por sua causa.

    Curtir

  4. Definitivamente Louco

    Problema de saúde, lançamento de livro, precisar estar em outra seção do tribunal, qualquer pretexto serve para adiar o julgamento, afinal esta só se definindo o futuro do país. Com esse judiciário o país esta ferrado.

    Curtir