Sérgio Rodrigues Sobre Palavras

Sobre Palavras

Este blog tira dúvidas dos leitores sobre o português falado no Brasil. Atualizado de segunda a sexta, foge do ranço professoral e persegue o equilíbrio entre o tradicional e o novo.

sobre

Mineiro radicado no Rio de Janeiro, é escritor e jornalista. Tem diversos livros publicados, entre eles “What língua is esta?”, sobre o português brasileiro contemporâneo, e “O drible”, romance vencedor do prêmio Portugal Telecom 2014. Assina também a coluna Todoprosa de VEJA.com.

Qual é a pronúncia correta de Roraima?

Por: Sérgio Rodrigues

Ver comentários (108)


“Tenho ouvido principalmente na rede Globo que o nosso estado do Norte, Roraima, está sendo pronunciado como ‘Roráima’, e me causa espanto, pois sempre pronunciei e ouvia ‘Rorãima’. Você pode me tirar esta dúvida?” (Humberto Sorrento)

Dizer que as duas pronúncias estão corretas – ou melhor, que o conceito de correção simplesmente não se aplica a variações desse tipo – é ao mesmo tempo óbvio e frustrante, porque não esgota a questão. Então vamos refletir um pouco sobre a maciça adoção da opção prosódica Roráima pelo jornalismo da TV Globo.

Situado entre falantes mineiros e cariocas, eu também cresci, como Humberto, ouvindo o estado do Norte ser chamado de Rorãima. É como ainda falo, pelo mesmo motivo que me leva a chamar o Jaime de Jãime e o andaime de andãime. Pode-se até dizer que isso corresponde a uma vocação prosódica dominante no português brasileiro. Em Portugal, andaime é andáime e Jaime é Jáime. Aqui, a tendência à nasalização dos ditongos seguidos de m ou n é tão forte que a maioria de nós ignora a pronúncia recomendada pelos sábios e transforma o adjetivo ruím em rúim.

Mas uma coisa é identificar uma linha de força, ainda que dominante, e outra bem diferente é tentar transformá-la em regra universal. Seria absurdo dizer que os nórdéstinos estão “errados” em sua tendência à abertura das vogais pretônicas. Tão absurdo quanto afirmar que a única verdade prosódica está com aqueles sulistas que ainda se apegam ao l da palavra Sul, em vez de falar Súu como a maioria dos brasileiros.

Explicada por fatores regionais, culturais ou educacionais, a variação prosódica é um fato em qualquer língua. A pronúncia universal não passa de um delírio totalitário. Sem optar por nenhuma das formas, o Houaiss registra que no início do século XX ainda havia três pronúncias de Roraima em circulação no país: Rorãima, Roráima e, acredite se quiser, Roraíma.

A última parece ter caído naturalmente em desuso, mas a segunda, um tanto artificialmente, deve gozar hoje de mais saúde do que nunca, de tão martelada pela rede de televisão hegemônica nos últimos anos. É aí que reside meu incômodo com a Roráima global. Seja porque consultou um foneticista lusitano, seja porque essa é (não é mesmo?) a prosódia preferida pelos próprios roraimenses, o fato é que com ela, em vez de refletir a diversidade dos falares brasileiros, a Globo contribui para achatar diferenças em busca de uma impossível pronúncia universal. Roráima não está errado. Errado é imaginar que só se possa falar assim.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Welder

    A palavra “Roraima” vem de línguas indígenas. Sua etimologia lhe emprega três significados: “Monte Verde”, “Mãe dos Ventos” e “Serra do Caju”.11 Seria a junção de roro (papagaio) e imã (pai, formador).12 Nessa língua indígena, roro – ou também rora – significa verde, e imã significa serra, monte, formando portanto, a palavra “serra verde”, que reflete a paisagem natural da região específica.

    Há ainda, a hipótese da palavra “Roraima” ter outros dois significados: “Mãe dos Ventos” e “Serra do Caju”. O primeiro significado, dá-se pela possibilidade do clima da região, onde os índios acreditavam que os ventos que atingiam o sul da Venezuela seriam provenientes do lugar. O segundo, “Serra do Caju”, pelo grande número de serras e colinas existentes nesta área.

    Só para conhecimento de todos. aqui é Roraima somos roraimenses, o Brasil começa aqui mais precisamente no Monte Caburaí. então se diz Do Caburaí ao chui. http://www.mochileiros.com/monte-caburai-ponto-mais-extremo-ao-norte-do-pais-t52879.html

  2. gel nascimento

    Amigo, aqui em Roraima (Roráima) nós pronunciamos o ditongo aberto mesmo. Acredito que, não porque a “Globo” fala assim, mas porque o principal linguajar daqui é de origem indígena, principalmente das etnias macuxi e wapixana e eles falam assim. Temos muitas outras palavras pronunciadas desta maneira, tais como: macunaima(macunáima), pacaraima(pacaráima)… Ademais, mesmo siglas de alguns órgãos locais, também recebem o mesmo tratamento de linguagem, como o SINDAIMA(SINDÁIMA), por exemplo. Desse modo, os roraimenses natos, assim como os de coração como eu(sou paulista de Santo André, resido em RR há 21 anos) fazemos questão, sim, que a pronúncia seja Roráima!!! De todo modo, gostei muito do interesse em falar-se do meu Estado, pois a maioria dos brasileiros sequer têm certeza da sua localização geográfica ou ainda o nome da capital; muitos dizem que é Rio Branco… Um abraço. Valeu!

  3. Mateus

    Engraçado… Nunca tinha pensado nisso. Aliás, no meu vocabulário aparece os dois tipos de pronúncias. Falo ‘Roráima’, mas também falo ‘andãime’. Depende da palavra.

  4. Jorge ;David

    É mesmo um absurdo. Meu nome é David, a pronúncia é davi, os paulistas quando me ligam insistem em dizer deividi, ARRRRRRGH. Se a pronúncia do nome é Roraíma porque falar rorãima? É como chamar o grande músico de João Sebastião Bha!!!! Aqui em Minas eu sempre pronunciava rorãima, até conhecer um roraimense que me corrigiu, fiquei grato a ele, gente boa.

  5. Michel

    Queira desculpar, mas pelas regras gramaticais a pronúncia correta é “Roráima”. A vogal “a” da segunda sílaba é seguida de outra, “i”, antes da consoante “m”. Se fosse anasalado, escreveríamos “Rorãima”. Prova disso é a palavra cãimbra ou cãibra, que recebe til para a vogal “a” ter o som anasalado, pois o “a” é seguido da vogal”i” antes do “m”. Diferente da palavra “tampa”, onde a vogal “a” é seguida do “m” que lhe confere som anasalado. É por essas e reformas ortográficas esdrúxulas, que nosso português está um lixo. A velocidade com que a língua portuguesa se deteriorou, no Brasil, é de assustar. Nos outros países lusofônicos não se vê tal desvirtuação.

  6. José Teixeira Filho

    Duas coisas me provocam náuseas: o PT e a Globo. Ambos querem ser donos do Brasil.

  7. Francisco

    Achei o post interessante ate o ultimo paragrafo. Nada a ver com a Rede Globo. No Nordeste sempre se falou Roraima com a vogal aberta…

    Resposta
    1. sergiorodrigues

      Francisco: a Globo não inventou essa pronúncia. Apenas a adotou como norma de Norte a Sul do país, como se fosse a única correta – daí a crítica, baseada numa defesa da diversidade, que muitos comentaristas aqui não entenderam.

  8. Ivonete

    Cresci aprendendo a falar Roraima com a vogal “a” fechada e não consigo abrir a mesma, conforme tenho observado através dos jornalistas da Globo. Acredito que são costumes linguísticos de cada região, assim como tenho observado que o “mas” para alguns gaúchos é pronunciado de forma fechada, ou seja, “mãs”. Variações linguísticas!!

  9. Joana

    Eu pronunciava Rorãima até aprender que os roraimenses não gostam dessa pronúncia. Então passei a pronunciar Roráima, em respeito aos locais, e a incentivar que outros fizessem isso também.

    Saudações paulistas!

  10. blog A Língua

    É mesmo. Rorãima, andãime… bela comparação. Gostei.

  11. roberto

    Seria tão simples acabar com essa pornografia de acentos inuteis!

  12. Reginaldo

    E eu, que adoro geografia mas nem sabia que existe outra forma de pronuncia que não seja Rorãima? Aliás, estou surpreso que os nativos desse estado pronunciam Roráima! Até concordo que se é assim que os roráimenses (ninguém falou, mas o gentílico é esse?) pronunciam é preferível que essa pronúncia deva prevalecer, mas acho difícil me acostumar sou mineiro e nunca ouvi uma única pessoa pronunciar Roráima!

  13. Thiago

    Se eu não me engano, foi no programa da Ana Maria Braga, que ela pronunciava “Rorãima” incessantemente, contudo, um prefeito, ou sei lá cargas d’água político de lá, ligou para o programa e fez questão de dizer que o correto é “Roraima”. Então, desse dia em diante, eu passei a pronunciar “Roráima”.

  14. Alisson Tavares de Souza

    Reginaldo, eu adoro Geografia e Português, mas o meu caso é oposto ao teu, eu não me lembro ter ouvido ainda ninguém pronunciar Rorãima! Aqui em Alagoas sempre falamos Roráima!
    Acredito que essa variação é de acordo com a região mesmo. Como nossa Língua é rica!

  15. Salles Neto

    Aqui em Roraima é jocoso ouvir a pronúncia nasalizada. Na verdade, a insistência nela é vista até como indelicadeza, uma vez que nós roraimenses tendemos a “corrigir” reiteradas vezes os esquisitos “RorÃima”s, rs.

  16. Mauricio Chagas

    Tenho 61 anos, sou paulistsno e sempre aprendi Rorãima. Difícil aceitar a prosódia da Globo, mas, atualmente morando em Goiânia, aprendi com alguns nativos de lá, a pronúncia Roaráima. Sem querer tumultuar, como fica Serra da Bocãina?

  17. CRD

    Aqui em Portugal, a pronuncia que ouço, é Roraima.

  18. ROSANA MOREIRA

    Sou Roraimense e a forma que pronunciamos o nome do nosso estado é RORAIMA, assim como PACARAIMA e MACUNAIMA todas palavras de origem indígena. Não sei quem foi a ignóbil criatura que por descuido da natureza veio visitar nossa região e saiu daqui, só DEUS sabe quando, falando o nome do nosso estado pelo nariz, deve ter sido algum fonfom rsrsrs

  19. Celso Catonio

    O “post” ia bem, até que chegou o último parágrafo, destilando veneno contra a Globo. “Eita” refrão cansativo e rançoso, esse de por a culpa de tudo na Rede Globo…

  20. Luiz mFernando Bartolomei Fink

    Estive cinco vezes em Boa Vista e em nenhuma delas ouvi chamarem o estado de Roráima. Estive em contacto com empresários e funcionários públicos que se diziam radicados em Roraima,pronunciado Rorâima. Só a Globo veículou em seus programas, a pronuncia, Roráima.Desculpe pela citação de sua prediléta.

  21. elio

    Sem demonizar a Globo pergunto: a pronúncia correta de inexorável (um termo tão caro ao fundador Roberto Marinho) é “inezorável” ou “inczorável” como padronizou a emissora. De uns tempos para cá também andam dizendo “eczógeno” para exógeno. Daqui a pouco vamos dizer “eczame” para exame,

  22. Mauro Chapin

    A questão é simples. O nome vem de uma língua indígena da região, onde o correto é: “rorá-imá”. Ou seja Roráima! É só ir lá e ver como a quase absoluta maioria das pessoas daquele estado fala. Roráima. Posso afirmar, pois residi lá por cinco anos..!!

  23. Antonio Augusto Carvalho

    A globo – em minúsculas, como merece, maltrata a língua sempre que pode e insiste em ignorar o uso do “seu” ou “sua”. O fuluno, para a globo, sai do carro “dele”, como se pudesse, numa destas falas, estar saindo do meu.

  24. Aline

    É dessa vez a Globo não teve culpa. Pelo menos o povo de de Roraima se pronunciou e a maioria pelo que li, prefere Roráima, então a Globo Foi educada em utilizar o que é usual na região. Coisa mais chata é pronunciarem nosso nome errado, isso vale para o nome de onde moramos :-)
    Eu sou de SP e sempre falei Rorãima, agora se for na região já sei que o povo não vai curtir….

  25. IEDA

    Não entendo outra pronúncia que não seja Rorãima. Roráima soa um tanto esquisita.

  26. Harold

    E o correto é CÃIBRA, CÂIMBRA ou CÃIMBRA ?

  27. Walter

    Sou nordestino e em todos os meios acadêmicos de lá sempre ouvi e sempre falamos RORAIMA (exceto quando estávamos com o nariz congestionado). Sempre ouvi a Globo pronunciar RORÃIMA, o que causa estranheza.

  28. Vitória

    Gente eu moro em Roraima, e todo mundo aqui fala Roráima. Se você chegar aqui e falar em Rorâima as pessoas vão te olhar esquisito e te corrigir.

  29. Mandrião

    Quem aqui tem fóme ? Eu tenho fome!

  30. Carlos Alberto Teixeira

    Não apenas a Globo fala Rorãima, mas também e todos que eu conheço no Paraná também.

  31. André Felipe

    A palavra Roraima é indigina, então se pronuncia da forma original, as regras da língua portuguesa não é aplicada a outros idiomas.

  32. Guilherme Q.

    Em Lisboa, pronunciam “Lixboa” — aliás, escreviam “Lixboa” no século retrasado e ainda antes — e nem por isso é errado aqui dizer “Lizboa”. Os roraimenses falem como quiser e não temos nada com isso — nem eles conosco. A vida inteira ouvi (no sul do Brasil) e pronunciei “Rorãima”, assim como ouvi e ouço “andãime” e (claro) “pãina” (e dos gaúchos ouço “Jãime”, que eu pessoalmente estranho). Aliás, no dicionário Aurélio consta que a pronúncia correta (e única) seria “rorãimense”. Está errado, não é a única, mas por aí se vê quão disseminada ela é, fora de Roraima; e aqui, fora de Roraima, pouco interessa se os roraimenses vão estranhar ou não. Em suma: boa, Sérgio!

  33. CLOVIS ARAUJO CRUZ

    EU ACHO O SEGUINTE,A REDE GLOBO PENSA QUE É DONA DA VERDADE EMBORA NÃO ESTEJA TOTALMENTE ERRADA,OS RORAIMENSE DEVERIAM ACRECENTAR O TIO NO NOME PARA TIRAR ESSA DUVIDA POIS SEM ACENTO A PRONUNCIA FICA ABERTA.EU SOU MAIS EM PRONUNCIAR RORÃIMA QUE FICA MELHOR QUE A PRONUNCIA DAQUELAS MULHERES QUE PARECEM SABEM DE TUDO NA GLOBO.

  34. Nelson Takito

    As palavras polaina e Bocaina(os paulistas pronunciam polãina e Serra da Bocãina e não poláina e Bocáina). Alguém pode esclarecer? Me dói os tímpanos quando as emissoras de rádio ou televisão dizem “tissunami” ao invés de tsunami(maremoto) e “Nagazaki” ao invés de Nagassaki(cidade do 2º bombardeio no Japão).

  35. Paulino Legname

    Não somente neste caso da palavra Roraima, nossos ouvidos doem verdadeiramente quando ouvimos o pronunciamento do nome PAOLO. Este nome é de origem italiana e assim sendo, a pronuncia certa seria Páolo e não Paôlo como comentaristas e apresentadores como Galvão Bueno, Faustão, F. Bernardes e outros pronunciam. O ITALIANO, QUANDO UMA PALAVRA OU NOME É COMPOSTO POR DUAS VOGAIS, COMO O NOME PAOLO, A PRIMEIRA VOGAL, É PRONUNCIADA COM SOM AGUDO, OU SEJA: P Á o LO

  36. I.S.Almeida

    Esse país é uma torre de babel, exemplo: O estádio em Pernambuco (Fifa) fica em São Lourenço da Mata-PE,a Globo e Bandeirantes, só mencionam Recife (onde não fica o estádio). Povo, vamos ensinar correto ao povo, povo. No caso Roraima, vamos respeitar os nativos, e não ficar inventando pronuncias…

  37. Lucimar M.C. da Silva

    Segundo o escritor Luciano Correia da Silva, quem diz “Roráima” ( com ditongo oral), deveria dizer também ACÁIMA ( do verbo AÇAIMAR, pôr açaimo ou açamo, pôr freio, frear), AMÁINA e PLÁINA. O grupo AI, antes de M e de N, é sempre nasal: AÇAIMA (ÃI), AMAINA (ÃI), PLAINA (ÃI), FAINA (ÃI), RORAIMA (ÃI). “RORAIMA ( ÁI)

  38. MACIEL

    Porque a Globo não pronuncia CÉARÁ, PÉRNAMBUCO, SÉRGIPE, RIO GRANDE DO SULL, como se fala o nativo destes lugares?

  39. MIRIAM MARIANA

    TAMBEM SEMPRE OUVI NA MINHA INFÂNCIA, APRENDIDO EM GEOGRAFIA NA ESCOLA O NOME DO ESTADO COM O A FECHADO COMO SE FALA AQUI NO SUL, ENTÃO “ME DOEM OS OUVIDOS” QUANDO A GLOBO PRONUNCIA RORÁIMA.
    ENTÃO TEREMOS QUE MUDAR TODA A FONÉTICA AQUI DO SUL. UM EXEMPLO MUITO CLÁSSICO É A PALAVRA CORAÇÃO QUE APARECEM EM MUITAS MÚSICAS DE BAIANOS QUE ELE PRONUNCIAM CÓRAÇÃO E AQUI NO SUL SE PRONUNCIA COM O FECHADO.
    ENTÃO A MEU ENTENDER AQUI NO SUL TEMOS QUE SEGUIR NOSSA PRONUNCIA PARA O NOME DO ESTADO COM O A FECHADO, SENÃO TEREMOS QUE PRONUNCIAR TAMBEM
    PÉRNAMBUCO, RÉCIFE, SÉRGIPE E A GLOBO PRINCIPALMENTE, QUE É COMO PRONUNCIAM O POVO DESSES ESTADOS E CIDADES.

  40. Carlos Eduardo Barretta

    A Globo deveria parar de enfiar a pronúncia Roráima goela abaixo da maioria. É desrespeito com o brasileiro e sua forma de falar.

    E dói nos ouvidos!!!

  41. Nelio Stabile

    A versão de que a palavra Roraima deve ser pronunciada com o ditongo aberto não se sustenta e não se justifica por qualquer regra da língua português. A pretensão de pronunciar Roraima com o “ai” aberto, como se fosse a maneira como os locais a pronunciam, igualmente carece de fundamento. Os migrantes nordestinos, que foram em grandes levas, pronunciam Roraima com o ditongo aberto. Ocorre que o nome eh indígena e, como tal, deve ser pronunciado: RORAIMA com o ditongo anavalhado, como se houvesse acento circunflexo sobre o “A”. Para falar como os “locais” deve-se falar, enato, como os indígenas, os verdadeiros locais, inventores do termo e que o pronunciam Roraima, ditongo anavalhado, “ai” fechado.

  42. Nelio Stabile

    ditongo a nasalado

  43. Carlos Cansado

    Sinceramente, não é cabível que, nos comentários abaixo, pessoas de OUTRAS REGIÕES do país queiram ENSINAR a um roraimense a maneira certa de se pronunciar “Roraima” (e ainda dizem que “é culpa da Rede Globo”, pfff…Dá até vontade de sair pela rua e chamar de “Jãime” todos os “Jáimes” que conheço…)
    Tem gente dizendo que os indígenas pronunciam anasalado (QUAIS grupos indígenas, exatamente? Macuxis e Wapixanas pronunciam “Roráima” mesmo!), assim como dizem que o termo “Roráima” é coisa de “migrante nordestino” – ou seja, sempre querem uma forma de deslegitimar a vontade e a cultura próprias do estado de Roraima.
    Por que um estado do norte do Brasil deveria ter que se sujeitar a adotar uma “regra” de pronúncia IMPOSTA por gente de outras regiões (que por sinal julgam-se mais inteligentes que os próprios roraimenses)? Só porque é “lugar de nortista” (um termo carregado de preconceito por si só)?? Nem por isso a gente vai ao Rio Grande do Sul dizer a um típico gaúcho que é errado eles pronunciarem “RRio Grándêh dô Súllll” quando o “correto” seria a pronúncia usual de outros estados.
    Sugiro aos curiosos quanto à real pronúncia que comecem a pesquisa pela obra musical de cantores locais (verdadeiros roraimenses) como Zeca Preto, Neuber Uchôa e Eliakin Rufino. Eles cantam sobre a própria terra deles! Atente sobre a forma como eles mesmos pronunciam “Roraima” e tirem suas próprias conclusões…
    Um pouco de cultura é sempre bom!

  44. Carlos Eduardo Barretta

    Ainda que alguns se achem muito cultos (muitíssimo cultos…), certo é que não se impõe pronúncia a ninguém. Sabe-se que ambas as pronúncias são válidas e reconhecidas, como a reconhecem os professores e experts da área.

    Cada grupo social ou regional pronuncia como lhe aprouver, como seu próprio costume. O que, aliás, é próprio de sua identidade.
    E a Globo efetivamente tenta impor a pronúncia da região (minoria que fala *roráima) ao restante do pais (imensa maioria que fala *rorâima). É fato.

    O culto (ou pernóstico, aparentemente) não precisa se preocupar: não se disse, EM NENHUM MOMENTO, que a pronúncia correta contraria a pronúncia de sua região.

    Você fala *roráima. Outros falam *rorâima. Assim como alguns falam *duash *pessoash (como os cariocas) outros duas pessoas…
    Alguns falam *Pérnanbuco, outros *Pêrnambuco…
    *Bánana e *Bânana…etc.

    Mas que a maioria do país fala *rorâima, fala!

  45. Nelio Stabile

    A Carlos Eduardo Barretta: Touche! Nada mais se torna necessário comentar,

  46. JOÃO DUARTE

    APRENDI NA ESCOLA QUE O CORRETO É RORÃIMA E SEMPRE VOU DIZER DESSA FORMA…A GLOBO QUER FAZER GRAÇA

  47. Anônimo

    Eu não gosto da Globo, mas eu concordo plenamente com eles neste caso.

    O fato de haver uma suposta neutralização fonêmica antes de consoantes nasais. Eu que moro em São José dos Campos, São Paulo, e por isso falo andâime e plâina, eu também pronuncio desde criança Jáime, e duvido que seja só eu, quantos cresceram assistindo chaves e vendo o carteiro Jáimimho?

    E outra, também tem o nome Émerson, nós brasileiros falamos prêmio ao invés de prémio mas pronunciamos o nome Émerson sempre com é aberto. Da mesma forma, pronunciar Roráima não só demonstra respeito em relação aos roraimenses que defendem que a pronúncia de seu estado é essa, como também enriquesse fonológicamente a nossa língua.

  48. Flávio

    Para os que insistem em dizer que a forma certa de dizer é Roráima, é preciso também respeitar as outra pessoas que pronunciam diferente esta palavra. A maneira de como eu expresso ou falo não deveria ser vista como um ataque ou confronto. O que faz nossa língua bonita são as diversidades linguísticas.

  49. Nadilma

    Não digo que declararei guerra a quem pronunciar Rorâima, mas como moradora e filha adotiva de RorÁima confesso que meus tímpanos doem quando ouço a pronúncia anasalada… provavelmente porque não parece se tratar do estado em que moro. Então, independentemente de “certo” ou “errado”, se a pessoa quer ser um pouquinho mais gentil com o povo roraimense é só pronunciar RorÁima! (em troca ganhará um sorriso)

  50. Zélio Matos

    Conforme os especialistas, não existe regra para essa pronúncia. Eu prefiro dizer “rorãima”, para manter uniformidade com “andãime” e “jãime”. Assim também com “cãma”, “lãma”, “dãma”, “dãno” e tantas outras. Minha regra pessoal é que, quando uma consoante nasalizadora é antecedida imediatamente por um “a” tônico, esse “a” também deve ser nasalizado. O “i” presente em roraima, andaime e jaime não conta, pois não se trata de vogal.