Clique e assine a partir de 9,90/mês

Quem são os candidatos a vice-presidente e por que são decisivos

Vice-presidente pode assumir de forma temporária ou definitiva. Nos últimos dois anos, o brasileiro aprendeu qual é a real importância de um vice-presidente

Por edgarmaciel - Atualizado em 31 ago 2018, 19h22 - Publicado em 31 ago 2018, 19h18

Michel Temer, eleito vice-presidente da ex-presidente Dilma Roussef, saiu de um papel de “vice decorativo” direto para a cadeira de principal líder do país, após o Impeachment da petista. Desde a redemocratização do Brasil, esta foi a terceira vez que os brasileiros foram governados por vices: além de Temer, José Sarney, em 1985, e Itamar Franco, em 1992, assumiram o país após a morte Tancredo Neves e o Impeachment de Fernando Collor, respectivamente.

Nesta edição do Sem Dúvidas, o repórter Edgar Maciel apresenta quem são os cinco mais bem colocados candidatos à vice-presidência da República (Fernando Haddad, Hamilton Mourão, Eduardo Jorge, Kátia Abreu e Ana Amélia Lemos) e qual o reforço que esses políticos trazem para as campanhas dos presidenciáveis.

Publicidade