Clique e assine com 88% de desconto

Paula Fernandes: ‘Sou o Almir Sater de saias’

Paula Fernandes fala de suas referências musicais – que vão além do pancadão do gênero – e de como construiu sua carreira musical pautada pelo bom gosto

Por Da Redação - Atualizado em 21 jun 2018, 16h55 - Publicado em 21 jun 2018, 16h54

Paula Fernandes é a convidada do VEJA Música dessa semana. A cantora e compositora mineira de 34 anos está lançando uma nova turnê, ‘Jeans’, na qual se apresenta de maneira mais despojada e exibe canções que vão do gênero que a consagrou ao blues. Paula tem um estilo que difere das outras intérpretes do sertanejo feminino, que seguem mais a linha da sofrência. Ela tem influências como o MPB e o pop internacional, que a aproximam mais do folk de um Almir Sater – a quem ela gosta de se comparar – do que o sertanejo contemporâneo.

Numa animada conversa com o repórter Sérgio Martins, Paula fala de seu período de cantora de bar e de como superou seus problemas com a depressão. Falou de seu dueto virtual com o cantor Frank Sinatra (a pedido da família do maior intérprete americano) e de suas parcerias com Taylor Swift e Shania Twain. Paula ainda premiou os espectadores do VEJA Música com três canções: ‘Beijo Bom’, seu mais recente single, ‘Palavra Errada’ e ‘Behind Blue Eyes’, versão acústica do sucesso do grupo inglês The Who.

Publicidade