Clique e assine a partir de 9,90/mês

São Paulo reporta queda no número de mortes por coronavírus pela 3ª semana

Brasil registrou 20.286 novos casos de coronavírus e 733 mortes nas últimas 24 horas. Ao total, o país acumula 1.884.967 contaminados e 72.833 óbitos

Por Da Redação - Atualizado em 13 jul 2020, 21h42 - Publicado em 13 jul 2020, 20h32

Nesta segunda-feira, 13 de julho, de acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 20.286 novos casos de coronavírus e 733 mortes nas últimas 24 horas. Ao total, o país acumula 1.884.967 contaminados e 72.833 óbitos.

Hoje, o Estado de São Paulo reportou queda no número de mortes por conta da Covid-19 pela terceira semana seguida. Na semana passada, o número de mortos foi de 1.706, 27 a menos do que na retrasada. Enquanto isso, estados como Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul veem suas situações se agravarem.

A Sociedade Rio-grandense de Infectologia defendeu ontem, em nota, a implementação de um lockdown no estado, para evitar um possível colapso do sistema de saúde, uma vez que os números estão aumentando. O número de óbitos por Covid-19 na capital Porto Alegre, duplicou nas últimas duas semanas. Já no Mato Grosso do Sul, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, disse que o lockdown está em análise e que a capital do estado se encontra no caminho para ele.

O impacto do coronavírus começa também a ser calculado na economia. Segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), a fome na América Latina está crescendo e alcançando níveis arrepiantes. A região, deve ter sua pior crise social em décadas: cerca de 20 milhões de latino americanos e caribenhos entraram para a lista dos ameaçados pela fome, o que faz esses países terem em 2020 o maior crescimento de pessoas em situação de vulnerabilidade do mundo.

Continua após a publicidade

Entre as boas notícias, estudos recentes vêm mostrando que a imunidade coletiva para conter novas ondas da doença, aparentemente, pode ser menor do que se imaginava. Cidades que sofreram bastante com o vírus, como Nova Iorque, nos Estados Unidos, Manaus no Brasil, não estão tendo novos picos com as reaberturas, o que sugere que as populações desses locais estão mais protegidas mesmo tendo um número menor de infectados do que o esperado para dizer que houve o contágio em massa. Porém, isso não quer dizer que as pessoas podem relaxar nos cuidados.

Publicidade