Clique e assine a partir de 8,90/mês

Diretor da OMS diz que pessoas contaminadas podem gerar ‘forte imunidade’

Mas a entidade também deixa claro que ainda não tem como dar números específicos e nem garantias de que uma reinfecção possa ser evitada

Por Da Redação - Atualizado em 7 out 2020, 19h23 - Publicado em 7 out 2020, 19h22

Nesta quarta-feira, sete de outubro, o diretor de operações da OMS, Mike Ryan, afirmou que os números do coronavírus analisados até agora sugerem que a doença deixa uma forte resposta de imunidade no corpo humano e que essa proteção deve durar meses, apesar de não se saber ainda o período exato.

A Europa teve mais um dia de crescimento no número de casos. A Itália registrou hoje o maior número de infectados no intervalo de 24 horas em quase seis meses. Já a Alemanha teve o seu maior número de casos confirmados desde abril. As cidades de Paris e Marselha, na França, entraram em alerta máximo devido à pandemia e Bruxelas, na Bélgica, fechou bares e cafés por um mês.

Nas últimas 24 horas, foram 31.553 novos casos de coronavírus e 734 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 5.000.694 infectados, 148.228 óbitos e 4.391.424 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 27.231 casos e de 609 mortes.

Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

Continua após a publicidade
Publicidade