Clique e assine a partir de 8,90/mês

Crise do diesel: governo pede trégua a caminhoneiros

Ante ameaça de desabastecimento, presidente Michel Temer pediu dois ou três dias para negociar redução do preço do combustível

Por Da Redação - 23 Maio 2018, 20h06

O presidente Michel Temer pediu uma “trégua” de dois ou três dias aos caminhoneiros que protestam desde segunda-feira contra o aumento no preço do diesel.

Algumas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro estão sem combustível. A paralisação também afeta os aeroportos. A Infraero alertou que os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracajú só têm abastecimento até esta quarta-feira.

Mais cedo, os Correios anunciaram a suspensão temporária de postagens com dia e hora marcados, como os serviços de Sedex Hoje, Sedex 10 e Sedex 12.

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade