Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Analfabetismo e racismo: taxa afeta 2 vezes mais pretos e pardos

Ao todo, 11,8 milhões de brasileiros não sabiam ler nem escrever em 2016, segundo o IBGE

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 14h15 - Publicado em 21 dez 2017, 12h45

A taxa de analfabetismo no Brasil caiu de 8%, em 2015, para 7,2% no ano passado. Isso significa que 11,8 milhões de brasileiros não sabiam ler e escrever em 2016.

Essa condição afeta duas vezes mais as pessoas pretas e pardas do que as brancas, segundo o IBGE, que divulgou os dados nesta quinta-feira por meio da PNAD Contínua. De acordo com a pesquisa, a taxa de analfabetismo era de 9,9% para pretos e pardos e de 4,2% para brancos.

O indicador também é quatro vezes maior no nordeste do que nas regiões sul e sudeste.

Esses resultados mostram que o país ainda está longe de cumprir a Meta 9 do Plano Nacional de Educação, que previa a redução de pessoas analfabetas para 6,5% em 2015.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade