Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Angelina fez mais pelo câncer de mama que a sociedade médica’

Acompanhe o 'Estúdio VEJA' sobre conscientização e prevenção do câncer de mama neste Outubro Rosa

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 14h19 - Publicado em 12 out 2017, 19h07

O câncer de mama e sua prevenção, causas e tratamentos é o tema da conversa da repórter Natalia Cuminale com o doutor e presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia Antônio Frasson. Na entrevista, o mastologista ressaltou a contribuição da atriz Angelina Jolie no combate à doença. “Angelina Jolie foi um fenômeno mundial. Ela fez mais pelo câncer de mama do que todas as sociedades médicas nos últimos 50 anos”, afirma Frasson. O mastologista explicou que as ações da atriz popularizaram exames para detectar mutações que levam a esse câncer.

Antes, no Brasil, o teste BRCA, que avalia a presença de genes que predispõem ao desenvolvimento de câncer precoce, custava 12 mil reais. Hoje sai em torno de 1.500 reais. Nos Estados Unidos, graças à luta de Angelina, o custo é de 149 dólares.

Além disso, Frasson mostrou que há boas e más notícias em relação a esta doença no país. Apesar do número de casos deste tipo de câncer ter aumentado entre mulheres jovens, houve muitos avanços nas técnicas de cirurgia para remoção do tumor e reconstrução da mama. Ele completa afirmando que alimentação saudável, atividade física regular e manter o peso ideal são hábitos preventivos.

Continua após a publicidade

Publicidade