Clique e assine a partir de 9,90/mês

O novo esquema do PTB

Empresário registrou conversa com dois lobistas que pediram R$ 4 milhões por serviço junto à pasta, comandada pelo PTB

Por Thiago Bronzatto - Atualizado em 2 mar 2018, 16h03 - Publicado em 2 mar 2018, 12h16

Propina em cheque, contrato de fachada, lobistas e gravações revelam um esquema de corrupção no Ministério do Trabalho, comandado por um partido aliado do governo Temer.

A reportagem de capa de VEJA que chega às bancas nesta sexta-feira revela uma pérola da roubalheira que ocorre em Brasília com uma frequência que nem a Operação Lava Jato conseguiu evitar até agora. Uma conversa gravada pelo empresário gaúcho Afonso Rodrigues de Carvalho no ano passado mostra dois lobistas pedindo 4 milhões de reais em troca de um serviço junto ao Ministério do Trabalho, que só será realizado porque, além da propina, quem manda no pedaço é o deputado Jovair Arantes, líder do PTB na Câmara e aliado do presidente Michel Temer.

Lobista 2: (…) A gente vai ter até que envolver o deputado Jovair…

Empresário: Não é o Jovair Arantes?

Continua após a publicidade

Lobista 2: É… O Jovair está junto com a gente, porque ele tem força e por ser do meu estado de Goiás. Eles tinham feito um cálculo. Eles tinham pedido 500 000 para pagar a parte técnica, para pagar as pessoas envolvidas lá e uma ponta para o Jovair. E 2,5 (milhões de reais) quando sair…

À exceção de um dos lobistas, que confirmou a cobrança e o pagamento de propina, todos os demais envolvidos no caso negam a existência de qualquer irregularidade.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Continua após a publicidade

Ou adquira a edição desta semana, a partir desta sexta-feira, 7 de março de 2018, para iOS e Android.

Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade