Clique e assine a partir de 9,90/mês

Simulador de relacionamento: como namorar um programa de computador

A Origem dos Bytes mostra como funcionam os simuladores de realidade virtual que prometem ser o futuro das relações humanas

Por André Lopes, Da Redação - 16 jan 2019, 10h00

Neste episódio de A Origem dos Bytes, o repórter André Lopes explica como funciona o simulador de relacionamento japonês VR Kanojo, que permite ao usuário ter uma experiência romântica com uma namorada virtual. O jogo faz parte de um gênero criado no Japão ainda nos anos 80, mas que ganhou adeptos pelo mundo todo depois de misturar gráficos realistas com roteiros personalizados.

Como funciona? O que é preciso para ter uma parceiro desses? É controverso? Confira as respostas no vídeo acima.

Caso tenha ideias de temas, debates e entrevistados para o ‘A Origem dos Bytes’, envie-as por meio dos perfis públicos do editor de tecnologia Filipe Vilicic nas redes sociais (Twitter, Facebook e Instagram).

Publicidade