Clique e assine com 88% de desconto

‘NY Times’ tem resultado acima da previsão com alta em assinatura digital

Receita do jornal subiu para 1,86 bilhão de reais

Por Reuters - Atualizado em 6 fev 2019, 18h33 - Publicado em 6 fev 2019, 16h46

O jornal New York Times superou expectativas para lucro e receita nos últimos três meses do ano passado, apoiado em adesão de 265.000 assinantes digitais, maior salto trimestral desde o período após as eleições de 2016. O jornal afirmou que agora projeta ter 10 milhões de assinantes em 2025 ante 4,3 milhões atualmente.

As ações do jornal de 167 anos disparavam quase 11 % nesta quarta-feira, 5, após os resultados. A receita da companhia com publicidade digital subiu 22,8%, para 103,4 milhões de dólares no trimestre, enquanto a receita com publicidade impressa caiu 10,2 %.

Contra uma onda de companhias de mídia digital como Vice Media e BuzzFeed, que decidiram demitir pessoal para reduzir custos, o presidente-executivo do NYT, Mark Thompson, afirmou que o jornal vai investir mais, e não menos, em reportagem. “Como vamos fazer para cumprir com este objetivo? Em primeiro lugar, com jornalismo”, disse Thompson.

A receita dos produtos de assinatura digital do jornal subiu 9,3% no trimestre, para 105,3 milhões de dólares. O lucro líquido atribuível aos acionistas foi de 55,2 milhões de dólares (204,3 milhões de reais) ou 0,33 dólar por ação, ante um prejuízo líquido de 56,8 milhões (210,2 milhões de reais) ou 0,35 dólar por papel, um ano antes, quando a empresa registrou encargos relacionados à reforma tributária nos EUA e acordos de pensão.

Publicidade

A receita total do Times subiu para 502,7 milhões de dólares (1,86 bilhão de reais), de 484,1 milhões um ano (1,79 bilhão de reais) antes. Analistas, em média, esperavam lucro de 0,28 dólar por ação e receita de 477 milhões de dólares (1,76 bilhão de reais).

Publicidade