Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incrível avanço permite que hologramas agora possam ser ‘tocados’

Esforço de cientistas britânicos usou técnicas de levitação para fazer com que as pessoas tenham a impressão de sentir as imagens

Os recentes avanços da tecnologia têm permitido uma evolução gigantesca dos hologramas, conforme reportado por VEJA na edição desta semana. Depois de possibilitar a “ressuscitação” de artistas célebres, recentemente essa tecnologia atingiu um novo patamar: agora, hologramas podem ser vistos de qualquer ângulo em 3D, e mesmo tocados e sentidos por mãos humanas.

O avanço é fruto do trabalho de pesquisadores da britânica Universidade de Sussex, que aplicaram uma técnica baseada na levitação de pequenas partículas para conseguir o efeito pretendido. Dois sistemas ultrassônicos foram usados para emitir ondas sonoras que fizeram uma esfera de resina de apenas 2 milímetros flutuar. No ar, a movimentação da bolinha dá a impressão de tridimensionalidade, transformando-a em um holograma.

A esfera era movimentada até atingir, no máximo, 30 quilômetros por hora — dado o tamanho minúsculo do objeto, seu movimento era mais rápido do que o olho humano consegue distinguir. Assim, tudo que o espectador enxerga é uma forma holográfica em 3D, que pode ser vista de qualquer ângulo, sem que o efeito se perca.

Além de mover a esfera para criar formas aleatórias, os sistemas ultrassônicos podem fazê-la gerar a imagem de um rosto humano e simultaneamente funcionar como um pequeno alto-falante que permite que o rosto fale. Outro exemplo é mais simples: a bolinha pode criar a imagem de asas de uma borboleta que poderiam ser sentidas caso alguém colocasse a mão perto o suficiente, já que o indivíduo, na prática, tocaria a pequena esfera, ao alcançar a imagem com seus dedos.

A invenção pode ser um passo importante para a criação de outras tecnologias. A indústria de cinema e a dos videogames são só algumas das quais poderiam se beneficiar com o futuro advento de hologramas que pudéssemos sentir e ver em três dimensões.