Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Clássico dos anos 1990, ‘Super Mario RPG’ volta com nova roupagem

Lançado para Super Nintendo, título ganha novos gráficos e melhorias na jogabilidade em atualização para o Nintendo Switch

Por André Sollitto Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
21 nov 2023, 11h20

Lançado em 1996, o game Super Mario RPG foi uma verdadeira inovação dentro do catálogo da Nintendo. No título, o personagem mais popular da produtora aparecia em um cenário de RPG mais convencional, com batalhas em turnos e uma narrativa mais complexa e longa. Por ser algo fora do que a Nintendo costumava fazer, o jogo foi desenvolvido em parceria com a Square (que posteriormente seria conhecida com Square Enix), desenvolvedora da série Final Fantasy. Apesar de ser “diferentão”, acabou cativando os jogadores, atraiu elogios da crítica e tornou-se um game cult com fãs entusiastas, além de dar origem a outras séries de sucesso, como Paper Mario.

Agora, o título retorna ao Switch em uma versão totalmente remasterizada, mas fiel ao espírito do original. E como acontece com outros remakes feitos pela Nintendo, é surpreendente perceber como um jogo com quase 30 anos ainda é capaz de cativar, mesmo com alguns elementos datados.

De cara, os novos gráficos chamam a atenção. Foram refeitos e estão modernos, mas mantém a paleta de cores vibrante e o clima “retrô”. Há uma riqueza de detalhes nos cenários e nos personagens, muitos deles criados especificamente para Mario RPG pela Square – e cujo relançamento envolveu muita negociação com o estúdio.

Combate em turnos é característica do game -
Combate em turnos é característica do game – (Nintendo/Reprodução)

Houve também algumas mudanças na jogabilidade. O combate em turnos, uma característica de muitos RPGs, especialmente aqueles desenvolvidos no Japão, continua o centro da aventura. Nada mais justo, já que representou uma mudança à ação frenética que marca a maioria dos jogos de Mario. Mas ganhou adições, como um sistema mais fácil de ativar comandos de ação que proporcionam bônus nos ataques. Todos os inimigos são visíveis no mapa, o que facilita a vida de quem quer evitar alguns confrontos. E a trilha sonora também foi regravada, ficando mais moderna e elegante – embora dê para ouvir a original também.

Mas Super Mario RPG mostra sua idade em alguns pontos. É o caso da estrutura narrativa, composta a partir de uma série de encontros, minigames e eventos pontuais. O game não é entediante em nenhum momento, mas pode parecer um amálgama de cenários e etapas que nem sempre fazem sentido num contexto mais amplo.

Tudo isso, no entanto, é parte do apelo e do charme de Super Mario RPG. Gamers nostálgicos com certeza vão apreciar esse clássico em versão remasterizada, mas novos jogadores também vão curtir esse pedacinho da história de um dos mais populares personagens do mundo digital.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.