Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vacina: Queiroga anuncia antecipação de 2 milhões de doses da Pfizer

De acordo com o ministro, são esperadas 15,5 milhões de doses de abril até junho; primeiro milhão chega até o dia 30

Por Mariana Rosário Atualizado em 15 abr 2021, 07h25 - Publicado em 14 abr 2021, 11h43

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quarta-feira, 14, que haverá uma antecipação em 2 milhões de doses do imunizante da Pfizer em relação às cotas previstas anteriormente de abril até junho. As novas aplicações do antígeno serão incluídas no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Seguindo esse raciocínio — e mirando no último anúncio divulgado pela pasta — será disponibilizado o montante de 15,5 milhões de doses ao longo dos três meses. Neste abril, será recebida a cota de 1 milhão de doses iniciais. Ao todo, o Ministério da Saúde adquiriu 100 milhões de doses até o fim deste 2021. O imunizante requer aplicação de duas doses para ter efetividade robusta e completa. A eficácia comprovada nos estudos de fase 3 foi de 95%.

A antecipação, disse Queiroga, foi “fruto de uma ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o executivo principal da Pfizer”.

LEIA TAMBÉM

Vacinas contra a Covid-19: o que esperar dos efeitos colaterais

O imunizante da Pfizer já é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, não deve sofrer entraves para chegar aos braços dos brasileiros uma vez desembarcado no país. A divisão de doses por mês ainda não foi confirmada pela pasta.

Continua após a publicidade
Publicidade