Clique e assine a partir de 9,90/mês

Surto de sarampo ameaça foliões no Carnaval do Ceará

Neste ano, 32 casos da doença foram confirmados pelo Estado e outros 68 estão sob investigação

Por Da Redação - 14 fev 2015, 14h32

Um surto de sarampo ameaça os foliões que pulam Carnaval no Ceará. Neste ano, 32 casos da doença foram confirmados pela Secretaria de Saúde do Ceará e outros 68 estão sendo investigados. As autoridades de Saúde alertam para a necessidade da vacina, que está sendo aplicada durante o período carnavalesco.

O surto no Estado começou em dezembro de 2013 e, de lá para cá, infectou 728 pessoas. Fortaleza lidera o ranking da doença com 341 casos. Em seguida vêm os municípios de Massapê com 127 casos; Sobral com 83; Uruburetama com 61; e Caucaia com 27.

Leia também:

Por que o movimento antivacina está errado

Continua após a publicidade

“As pessoas se esqueceram de como algumas doenças são ruins”

O Ministério da Saúde e a Secretaria da Saúde do Ceará alertam municípios cearenses, hospitais, clínicas, unidades de saúde, laboratórios, portos, aeroportos, municípios limites com outros Estados sobre orientações de detecção, diagnóstico e medidas de prevenção e controle do sarampo.

Doença – O sarampo é uma doença viral contagiosa e pode ser transmitida pelo ar. Seus sintomas normalmente incluem febre, tosse, coriza e olhos vermelhos, seguidos por erupções vermelhas que aparecem muitas vezes no rosto e se espalham para baixo. Por vezes letal, a moléstia pode se espalhar rapidamente entre as crianças não vacinadas. Não existe um tratamento específico para o sarampo e a maioria das pessoas se recupera dentro de algumas semanas. No entanto, em crianças e pessoas com imunidade reduzida ou desnutridas, o sarampo pode causar complicações sérias, incluindo cegueira, infecção do ouvido e pneumonia. A melhor prevenção contra a doença é a vacina.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade