Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

SP inicia vacinação de profissionais de saúde no interior do estado

Nesta primeira etapa, cinco hospitais de referência receberão doses, seringas e agulhas para começo da imunização

Por Giulia Vidale Atualizado em 18 jan 2021, 14h23 - Publicado em 18 jan 2021, 14h14

O governo do estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 18, o início da vacinação contra a Covid-19 no interior do estado de São Paulo. Cinco hospitais de referência receberão ainda hoje doses para imunização de cerca de 60.000 profissionais de saúde: os Hospitais das Clínicas de Campinas, Botucatu, Ribeirão Preto, Marília e o Hospital de Base de São José do Rio Preto.

Destes, dois – o HC de Botucatu (Unesp) e o HC da Unicamp – começam a aplicação das doses na tarde desta segunda-feira, 17, às 15h e 16h, respectivamente. Os outros três – HCs de Ribeirão Preto (USP) e Marília (Famema) e HB de Rio Preto (Funfarme) – começarão na terça-feira, 19, já que a saída dos caminhões que entregam as vacinas está prevista para a tarde de hoje.

Além disso, desde as 7h, já estão sendo aplicadas em trabalhadores do Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, da capital.

Segundo o governo estadual, a partir de terça-feira, 19, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às prefeituras. A recomendação é que a imunização comece pelos profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia, seguido da população indígena.

Cada hospital será responsável pelo preenchimento dos sistemas de informação oficiais definidos pela Secretaria da Saúde para monitoramento da campanha.

A campanha de vacinação do estado de São Paulo contra a Covid-19 começou no domingo, 17, minutos após aprovação do uso emergencial da vacina do Butantan pela Anvisa. Somente no domingo foram vacinadas 112 pessoas, incluindo as duas primeiras brasileiras a serem vacinadas no país: a enfermeira negra Mônica Calazans, da UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, e a técnica de enfermagem e assistente social Vanuzia Santos, do povo Kaimbé, a primeira indígena a ser imunizada no Brasil.

Continua após a publicidade
Publicidade