Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Solteiros pesam menos do que os casados

De acordo com um novo estudo, pessoas que vivem sozinhas têm menor IMC e pesam, em média, dois quilos a menos do que aquelas que vivem com parceiro

Ao contrário do que se pode imaginar, morar sozinho pode ser uma boa estratégia para manter o corpo enxuto. É o que sugere um novo estudo publicado recentemente pela revista científica Journal of Family Issues.

Para a pesquisa, cientistas da Universidade de Western Washington, nos Estados Unidos, analisaram a relação entre peso corporal e estado civil de 3 347 pessoas. Os voluntários eram solteiros, moravam sozinhos ou dividiam o teto com um parceiro. Eles foram acompanhados durante duas décadas.

De acordo com os resultados, pessoas solteiras e que moram sozinhas pesavam, em média, dois quilos a menos que aqueles que eram casados. Além disso, as pessoas que viviam sozinhas — divorciadas ou que nunca se casaram — também tinham um índice de massa corporal (IMC) menor. O estudo, porém, não considerou fatores como exercício físico ou alimentação saudável, devido à falta de dados disponíveis.

Leia também:

Casamento protege saúde cardíaca das mulheres

Pesquisa comprova: homens solteiros passam mais tempo em frente à televisão

Para Jay Teachman, um dos autores do artigo, dois fatores contribuem para os resultados: “As pessoas solteiras estão ‘no mercado de relacionamentos’. Por isso, são mais conscientes sobre o próprio peso e preocupadas com a aparência. O outro fator é que eles provavelmente não comem tão bem e tão regularmente como pessoas em um relacionamento estável”, afirmou ao Daily Mail Online.

Separação – A pesquisa acompanhou também as pessoas que foram morar com um parceiro, mas se separaram um tempo depois e voltaram a morar sozinhas. Segundo o estudo, os indivíduos que passam por rupturas tendem a perder o peso que ganharam durante o relacionamento.

“As pessoas perderam mais de 1,5 kg depois que se separaram do parceiro”, disse Teachman. “Mas todos recuperaram os quilos perdidos ao entrarem em um novo relacionamento e começarem a viver com outra pessoa”.

(Da redação)