Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Queiroga cita STF para explicar consulta pública sobre vacinação infantil

Ministro disse que a pasta vai se posicionar sobre a imunização de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 no dia 5 de janeiro

Por Simone Blanes Atualizado em 21 dez 2021, 16h21 - Publicado em 21 dez 2021, 16h18

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, usou uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), para dar aval à consulta pública sobre a vacinação infantil, já autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com o imunizante pediátrico da Pfizer. Lewandowski estendeu prazo para o governo federal dar explicações sobre a inclusão ou não de crianças de 5 a 11 anos no plano de imunização contra a Covid-19 e pediu ao menos cinco documentos necessários para análise.

“Qual é o mal de se fazer uma consulta pública? Senado faz consulta pública, Câmara faz consulta pública, Supremo Tribunal (Federal) faz consulta pública. Será que o Ministério da Saúde não pode fazer uma consulta pública? Não pode fazer audiência pública para discutir com a sociedade brasileira em processo de avaliação? Claro que pode, inclusive foi validado pelo Supremo Tribunal Federal. Como? Porque está dentro da legislação”, disse Queiroga na tarde desta terça-feira, 21, durante a inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) município de Ji-Paraná, em Rondônia.

Será a primeira vez que a pasta fará uma consulta à população após aprovação de uma vacina contra a Covid-19 pela Anvisa. No dia 4, haverá uma audiência pública sobre o tema e no dia 5, a consulta. Em seguida, a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid) do Ministério da Saúde apresentará a decisão ou plano sobre o assunto.

Além da Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (Cetai), as sociedades médicas de Pediatria, de Pneumologia, de Imunologia, de Infectologia e de Imunizações já se posicionaram a favor da vacinação infantil contra a Covid-19.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês